Você provavelmente já reparou que os jogos para computador geralmente trazem uma série de melhorias que garantem gráficos mais bonitos. São detalhes nas texturas, nas sombras, na iluminação, nas bordas dos objetos e até mesmo na física dos objetos.

Todos os elementos combinados podem ser executados na resolução que o jogador escolher, pois os PCs têm capacidades para ampliar ou reduzir os elementos de jogo de acordo com as preferências definidas. Claro, toda a superioridade visual dos PCs tem um custo, aliás, um custo muito alto.

Roda Crysis?

Essas modificações que deixam os jogos mais bonitos são apropriadas para executar os títulos apenas em placas gráficas mais robustas. Não é à toa que surgiu a piadinha do “roda Crysis?”, a qual recentemente evoluiu para “roda Crysis 2?” e que em breve será “roda Crysis 3?”.

(Fonte da imagem: Divulgação/EA Games)

Apesar da brincadeira, Crysis 2 não é um jogo tão pesado. A evolução do primeiro game, Crysis Warhead, ainda é mais pesada do que o segundo capítulo da franquia. Além disso, Aliens vs. Predator, Metro 2033 e outros jogos requisitam mais poder da placa gráfica. Pois é, esses são apenas alguns dos títulos que fazem os computadores pedirem água.

Alguns jogadores pensam que uma GeForce GT 450 faz milagres, mas, hoje, vamos mostrar como alguns games conseguem sufocar um chip gráfico de última geração. Acredite se quiser, até mesmo uma Radeon HD 7970 ou uma GTX 680 podem encontrar problemas ao encarar alguns jogos.

(Fonte da imagem: Divulgação/PowerColor)

Se você busca títulos para testar sua placa de vídeo e quer estressar seu PC ao máximo, então fique ligado nesta lista de games. Claro, todos que gostam de acompanhar as matérias sobre componentes voltados para entusiastas também estão convidados.

Batman: Arkham City

Abrindo nossa lista, temos o guardião de Gotham entrando em grande estilo. Ainda que não pareça ser muito pesado, o game conta com uma cidade repleta de detalhes e efeitos gráficos. São inúmeras partículas que precisam ser renderizadas ao mesmo tempo, e o ritmo do jogo exige muito da placa gráfica.

Conforme os testes do AnandTech, Batman: Arkham City oferece desafio até mesmo para os componentes mais robustos. A versão-padrão da AMD Radeon HD 7970 GHz Edition, que é uma versão com overclock, alcança uma taxa média de 66 fps. A análise do site foi realizada na resolução de 2560x1600 pixels, com todas as configurações extremas, mas com PhysX desativado.

(Fonte da imagem: Reprodução/AnandTech)

As placas da NVIDIA não ficam tão para trás. A GeForce GTX 680 alcançou uma média de 63 quadros por segundo. Esses são números aceitáveis, mas devemos notar que são resultados obtidos com os drivers mais recentes e depois de um bom tempo que o game foi lançado. As placas da geração anterior não conseguem ir além dos 50 frames por segundo.

Shogun: Total War 2

Um dos jogos mais utilizados para análises de placas gráficas é o Total War: Shogun 2. O game de estratégia da SEGA é de grande valia nesse sentido, pois ele capricha nas dimensões dos cenários e na enorme quantidade de soldados no campo de batalha. Em algumas pelejas, milhares de personagens são processados em tempo real pelo chip gráfico.

Segundo os testes da AnandTech, a versão turbinada da Radeon HD 7970 não consegue ir muito além dos 30 frames por segundo. A NVIDIA GTX 680 não é tão superior e mantém a velocidade de jogo próxima dos 34 fps. Tais valores são referentes aos testes realizados com a resolução de 2560x1600 pixels.

(Fonte da imagem: Reprodução/AnandTech)

É curioso reparar que, nesse jogo, as placas de vídeo mais modernas mostram performance parecida quando a configuração de três monitores é ativada. Precisamos notar, no entanto, que essas verificações não são realizadas com o filtro anti-aliasing. De qualquer forma, se você quer realmente testar sua GPU, Total War: Shogun 2 é um dos títulos mais recomendados.

Metro 2033

Visualmente falando, Metro 2033 pode não ser um jogo extremamente bonito. Contudo, esse game de FPS se consagrou por trazer uma atmosfera rica em detalhes capaz de desafiar até mesmo as placas de vídeo mais robustas.

Alguns dizem que o game é mal programado, mas isso não é bem verdade. Metro 2033 é um título que pode ser executado em placas medianas sem quaisquer problemas, porém, quando ativamos todos os recursos do game, ele é capaz de forçar a placa gráfica ao máximo para deixar todos os mínimos detalhes devidamente polidos.

Essa minúcia de detalhes deixa o jogo tão pesado que somente configurações com múltiplos chips gráficos conseguem executar as cenas com bom desempenho. Usando as informações do Tom’s Hardware como referência, podemos observar que somente duas placas AMD Radeon HD 7970 em CrossFire podem garantir uma média de 60 frames por segundo.

(Fonte da imagem: Reprodução/AnandTech)

Quando apenas uma placa está instalada no computador, Metro 2033 faz o computador pedir água. O site AnandTech revelou que a Radeon HD 7970 GHz Edition alcança 41 frames por segundo, enquanto a concorrente direta, a GeForce GTX 680, alcança a marca de 37 fps. Se você ainda não conhece esse jogo, vale testar e ver se o seu PC é capaz de executá-lo.

Battlefield 3

Outro jogo de tiro em primeira pessoa que impressiona visualmente é Battlefield 3. O game que conquistou os jogadores com batalhas frenéticas traz gráficos belíssimos que levam seu computador ao extremo. Lançado em outubro de 2011, o título desenvolvido pela DICE trazia uma série de elementos avançados que impedia a execução perfeita em GPUs robustas.

Segundo a análise da AnandTech, a Radeon HD 6970 só conseguiu boa taxa de frames com a introdução dos novos drivers da AMD. Os chips mais recentes parecem não sofrer tanto para executar o jogo. A GeForce GTX 680 chega a 65 fps, enquanto a Radeon HD 7970 GHz Edition fica nos 59 fps.

(Fonte da imagem: Reprodução/AnandTech)

Entretanto, conforme as verificações do Tom’s Hardware, esses números caem drasticamente quando todos os recursos são ativados no perfil Ultra e o Field of View é regulado para exibir boa parte do cenário. As placas mais avançadas da NVIDIA e AMD obtêm taxas próximas de 40 quadros por segundo.

Crysis: Warhead

Há quatro anos, a Electronic Arts lançava um game que viria para abalar o mercado. Pensando em reformular o Crysis original, a desenvolvedora Crytek Studios trabalhou nos gráficos para deixar qualquer chip gráfico pedindo água.

Resultado? Até o presente momento, algumas placas ainda não conseguem executar o jogo com todos os recursos ativados. Programado com a resolução de 2560x1600 pixels, o game faz a GeForce GTX 680  manter uma média de 31 frames por segundo. A Radeon HD 7970 GHz Edition leva certa vantagem, alcançando 39 fps com a qualidade Enthusiast.

(Fonte da imagem: Reprodução/AnandTech)

Ainda que a resolução seja definida para 1920x1200 pixels, nenhuma configuração com um único chip consegue alcançar uma média de 60 quadros por segundo. Segundo a análise da AnandTech, há um ano, as duas fabricantes mantinham boa disputa nesse game, mas, agora, a AMD leva vantagem de até 35% — sendo a única a manter a taxa de frames mínima perto da marca dos 30 fps. Você quer saber se roda Crysis? Sim, a placa da AMD roda!

Aliens vs. Predator

Continuando com os games de FPS, outro título que pode servir para testes é o Aliens vs. Predator. Desenvolvido pela Rebellion, o jogo dos extraterrestres abusa de texturas, elementos avançados de iluminação e até mesmo de recursos como o Tessellation.

Ainda que não seja o game mais robusto para benchmarks, o game distribuído pela SEGA tem desempenho aceitável apenas em placas com dois chips ou configurações de múltiplos componentes. Somente placas como a AMD Radeon HD 6990 e a eVGA GeForce GTX 690 Signature conseguem marcar mais de 60 frames por segundo.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Toms Hardware)

Usando os números do Tom’s Hardware, podemos ver que a Radeon HD 7970 GHz Edition mantém uma média de 47 fps, enquanto as placas com a unidade gráfica GTX 680 dificilmente ultrapassam os 38 quadros por segundo.

Far Cry 3

Lançado recentemente, Far Cry 3 é um jogo que não faz questão de ter dó das placas gráficas. O game foi preparado para renderizar uma incrível ilha paradisíaca nunca antes vista nos PCs e, para ser sincero, o título parece obter êxito em sua proposta.

Os gráficos são extremamente caprichados e toda essa beleza virtual gera um stress furioso nos componentes de hardware. Conforme a análise recente do site The Guru of 3D, o novo jogo da Ubisoft traz uma série de elementos gráficos que conseguem facilmente perturbar o conforto da GeForce GTX 680 e da Radeon HD 7970.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Guru of 3D)

Como você pôde ver no gráfico acima, os produtos mais robustos da AMD e NVIDIA executam o game com uma taxa de frames muito próxima do limite aceitável. Vale salientar que os valores são referentes a uma média, portanto, em algumas situações, o desempenho pode ter ficado abaixo dos 30 fps.

Hitman: Absolution

Recém-lançada, a nova missão do Agente 47 vem para revolucionar a série Hitman. Além de ganhar elogios pela história e boa jogabilidade, Hitman: Absolution impressionou com visuais caprichados. Claro, toda a beleza do game tem impacto direto no desempenho geral da máquina.