(Fonte da imagem: Reprodução/Patently Apple)

Embora a Microsoft sequer tenha apresentado ao mundo o sucessor do Xbox 360, uma patente registrada pela empresa mostra que ela já está pensando nas características de suas gerações futuras de console. Caso a tecnologia imaginada pela companhia se torne verdade, o futuro dos jogos eletrônicos pode ser muito mais imersivo e interessante do que imaginamos.

Nos registros feitos pela empresa, é descrito um mundo em que a experiência de um game não fica limitada a somente ao display de um televisor. Imagens periféricas seriam projetadas no ambiente ao redor do aparelho, resultando em uma visão mais ampla dos elementos que constituem um título.

No exemplo demonstrado pela Microsoft, um jogador usa um aparelho semelhante ao Kinect para interagir com um jogo de tiro em primeira pessoa. Embora sua visão esteja focada na tela da televisão, sua visão periférica lhe garante a oportunidade de visualizar inimigos que se aproximam ou elementos interessantes que podem merecer uma investigação mais detalhada.

Novas experiências

A patente descreve o uso da tecnologia em conjunto com um aparelho que exibe somente imagens em 2D, porém não descarta o uso de dispositivos compatíveis com a tecnologia 3D. Nesse caso, o documento indica que, em algumas ocasiões, os jogadores poderiam participar de experiências ainda mais imersivas com o auxílio de capacetes contendo visores especiais sincronizados com a frequência das imagens exibidas.

O Xbox do futuro também deve incorporar câmeras capazes de avaliar a profundidade de um ambiente e realizar análises dos objetos presentes nele. Segundo o documento, o dispositivo pode se tratar de um recurso adicional que não necessariamente acompanharia o console em sua versão convencional.

Kinect mais poderoso

A patente também descreve uma versão do Kinect muito mais potente e precisa do que a atual. Além de detectar a localização dos jogadores, o dispositivo teria a capacidade de analisar a posição de suas cabeças e os gestos realizados por eles com grande precisão — com isso, o aparelho seria capaz de eliminar completamente o uso de qualquer espécie de joystick.

(Fonte da imagem: Reprodução/Patently Apple)

O dispositivo seria tão poderoso que conseguiria fazer a análise da direção para a qual os olhos de uma pessoa estão voltados. Além de melhorar a qualidade de exibição de um determinado ponto das imagens exibidas, a tecnologia permitiria um controle mais preciso da câmera de um game, entre outras possibilidades.

Os registros foram feitos pela Microsoft no primeiro trimestre de 2011, mas só foram publicados pelo Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos no terceiro trimestre deste ano. Resta esperar por um anúncio oficial da Microsoft relacionado à nova geração do Xbox para ver se alguns dos recursos descritos no documento vão dar a cara no novo console.

Fonte: Patently Apple

Cupons de desconto TecMundo: