A desenvolvedora Ubisoft divulgou um novo patch para corrigir o problema de segurança que estava enfrentando na Uplay Digital Rights Management (DRM), informou o site da Fobers. Tal falha dava permissão para que um hacker controlasse um computador afetado.

A recomendação da companhia é para que todos os usuários atualizem o aplicativo da Uplay sem estar com nenhuma janela de navegador aberta, pois assim a instalação ocorrerá normalmente. A atualização está disponível na Uplay.com.

Em entrevista para a Forbes, Tavis Ormandy, engenheiro de informação e segurança da Google que descobriu a falha, disse que esse rootkit publicado pela Ubisoft em quase todos os jogos para PC representa um grave risco para os usuários. Segundo Ormandy, o software instala um plugin no browser que permite que sites acessem o sistema de quem tem a extensão.

De acordo com o site de notícias, usuários do Internet Explorer, Firefox e Google Chrome já foram afetados. A Mozilla já estuda uma maneira de bloquear o plugin. 

Ubisoft nega presença de rootkit na Uplay

Em entrevista para o site Kotaku, um representante da Ubisoft afirmou que a Uplay nunca incluiu um rootkit. A empresa disse que o problema está no erro de codificação de um plugin para navegadores que a Uplay utiliza.

Confira a lista de jogos que representam risco para o PC:

  • Assassin’s Creed II
  • Assassin’s Creed: Brotherhood
  • Assassin’s Creed: Project Legacy
  • Assassin’s Creed Revelations
  • Assassin’s Creed III
  • Beowulf: The Game
  • Brothers in Arms: Furious 4
  • Call of Juarez: The Cartel
  • Driver: San Francisco
  • Heroes of Might and Magic VI
  • Just Dance 3
  • Prince of Persia: The Forgotten Sands
  • Pure Football
  • R.U.S.E.
  • Shaun White Skateboarding
  • Silent Hunter 5: Battle of the Atlantic
  • The Settlers 7: Paths to a Kingdom
  • Tom Clancy’s H.A.W.X. 2
  • Tom Clancy’s Ghost Recon: Future Soldier
  • Tom Clancy’s Splinter Cell: Conviction
  • Your Shape: Fitness Evolved

Fontes: ForbesVG24/7Kotaku

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: