(Fonte da imagem: Divulgação/AMD)

Há alguns anos, a NVIDIA lançou a tecnologia 3D Vision prometendo jogos incrivelmente revolucionários. Em seguida, a AMD disponibilizou uma equivalente de qualidade: a HD3D. Depois, a Sony atualizou o PlayStation 3 com um recurso 3D. O Xbox 360 foi o último a entrar na onda, mas não deixou de aderir à moda.

Pois é, você já deve ter visto alguns games trazerem o selo de compatibilidade com tecnologia tridimensional, mas, devo perguntar: já experimentou algum? Trazer os jogos para fora da tela é uma ideia sensacional, mas será que a moda pegou? Vale investir em algo utilizado em poucos games?

O investimento é válido?

A tecnologia 3D invadiu diversos setores. Hollywood fez grandes apostas com versões tridimensionais de inúmeros filmes. “Avatar” foi o pontapé inicial e de lá para cá muitos títulos chegaram com cópias 2D e 3D. O resultado nem sempre é agradável, mas o público parece gostar do tridimensional.

A Nintendo também aproveitou a onda e lançou um console focado no recurso. A maioria dos atuais games para 3DS já traz a possibilidade de uso do recurso. Hoje, existem até smartphones com recursos tridimensionais. Essas novidades vêm para oferecer novas experiências, porém elas custam muito mais caro.

Seria bom se a imagem fosse assim... (Fonte da imagem: Divulgação/Samsung)

No caso dos jogos para PC e consoles, os títulos não encarecem por trazerem tal recurso. Entretanto, existe um problema muito maior: a televisão, o home theater e os óculos devem ser compatíveis. Isso significa que você vai precisar gastar uma grana para trocar tudo. Investir tanto para obter uma pequena quantidade de jogos já não parece ser uma ideia tão boa.

A experiência com o 3D

Quando apareceram os primeiros games 3D para PC, tive a oportunidade de experimentar Batman: Arkham Asylum. A experiência não foi estrondosa, apesar de pequenas diferenças em algumas cenas serem notáveis. Minha primeira impressão? A versão 3D do jogo não foi muito boa e a tecnologia não seria um grande sucesso.

Claro, não vou generalizar e dizer que todos os games têm pouco a oferecer. Eu mesmo já testei jogos que ganharam uma nova dimensão com a versão tridimensional. Trine 2 é um que me fascinou com a tecnologia 3D. Mas existe um motivo para que determinados títulos sejam diferentes: eles são projetados para aproveitar o recurso.

Em Trine 2, por exemplo, o plano mais próximo da tela é recheado de elementos animados — muitos inimigos invadem o cenário a partir deste local — e ele ajuda a dar a sensação de profundidade. Além disso, o jogo aproveita cores vívidas para que o efeito tridimensional ganhe força, visto que geralmente os óculos tendem a deixar o visual mais escuro.

Ratchet & Clank: All 4 One é outro jogo que aproveita de forma inteligente o tridimensional. Não estou dizendo que você vai viver a experiência mais impressionante de sua vida, mas o jogo consegue oferecer uma nova dimensão quando o recurso é utilizado.

Vale a pena?

As tecnologias já estão bem desenvolvidas, mas parece que não são exploradas da forma que deveriam. Resistance 3, Green Lantern: Rise of the Manhunters e Halo: Combat Evolved Anniversary são exemplos de jogos que trazem um tridimensional razoável.