A NVIDIA chegou à Espanha disposta a provar que seu novo chip para portáteis, o Tegra 3, é a melhor escolha para quem quer jogos e entretenimento nos portáteis. Nos estandes da empresa, um game estava à mostra sem que muitos o notassem. Estamos falando de Sonic the Hedgehog 4: Episode II, revelado no ano passado. 

O título será lançado para muitas plataformas, como PlayStation 3, Xbox 360 e Wii. Porém, aqui no MWC ele rodava em um tablet ASUS Transformer Prime conectado a uma televisão, com direito a comandos por joysticks.

Ataques em dupla

Com a chegada de Tails, o jogador agora pode combinar os dois personagens apertando um botão. Se você estiver no meio do pulo, Tails pegará sua mão e o ajudará a voar. No chão, os dois giram criando um ataque mais poderoso, mas que é praticamente incontrolável.

Game rodando em um ASUS Transformer Prime (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Apesar das habilidades serem legais, não há como negar que a animação demorada cansa rapidamente o jogador. Depois de assisti-las algumas vezes, você começará a se perguntar por que aquilo não pode ser pulado.

A demonstração tinha apenas duas fases: Sylvania Castle Zone e White Park Zone. A primeira é um tipo de floresta, com passagens secretas e belos efeitos de iluminação ao fundo da tela. Há inclusive trechos por baixo da água, relembrando os terríveis estágios dos jogos mais antigos.

Já White Park Zone é o cenário na neve, revelado em imagens anteriores. Aqui tivemos que evitar inimigos com espinhos nas costas, enfrentar criaturas enormes e até mesmo descer a montanha usando um snowboard. 

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Nada de enganação

Quem jogou o primeiro episódio percebeu que a SEGA recorreu a gráficos 2D para tentar reviver a série mais clássica de Sonic. Apesar das boas intenções, muitos acabaram insatisfeitos com a falta de capricho. Agora tudo roda em 3D, o que mostra que a SEGA finalmente decidiu investir mais tempo e dinheiro na série.

A jogabilidade é muito próxima da exibida pelo episódio anterior, com direito a ataques guiados no meio dos pulos. Há quem goste disso, mas os fãs das versões mais clássicas verão que o jogo se transformou por completo. Outro problema com o novo estilo é que quase não há tempo de reação. Você precisa literalmente decorar o percurso para saber o que fazer nas próximas vezes.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Por se tratar de uma versão prévia do game, ele ainda não estava rodando “liso”. Era possível perceber a passagem dos quadros. Lógico que isso também pode ter sido causado pelo fato do tablet estar conectado à televisão. De qualquer maneira, jogadores de todas as plataformas podem esperar por uma grande aventura, que chega às lojas ainda em 2012.

Cupons de desconto TecMundo: