Borderlands 2 é um título que parece seguir estritamente um script. Não, não se trata ainda da nova trama pós-apocalíptica que movimentará a sua revisita a Pandora. Na verdade, a questão é mais a forma dosada, comedida, controlada com que a Gearbox descortina a sua nova criação.

Com anúncios oficiais ocorrendo exatamente no tempo programado — embora o burburinho anterior à última edição da games com tenha sido, naturalmente, inevitável —, segue-se, exatamente no ritmo previsto, a apresentação dos motivos que devem mandá-lo novamente para as pradarias inóspitas do Shooter. E, bem, dessa vez foi um trailer.

Entretanto, antes de mais nada, convém aqui relembrar algumas das principais promessas da Gearbox para a sequência de Borderlands. Em primeiro lugar, a softhouse prometeu uma trama mais coesa, interligada e claramente ligada aos acontecimentos maiores de Pandora — diferentemente da colcha de retalhos pouco coesa que embalou o primeiro título.

Ademais, Borderlands 2 ainda deve trazer consigo uma revisão na inteligência artificial dos seus encarniçados inimigo. E claro: há também a comentada possibilidade de arremessar carcaças de armas... Embora isso não pareça, a princípio, tão relevante. Enfim, vejamos o que se pode encontrar no novo “Doomsday”.

Um novo vilão em um velho rosto

(Fonte da imagem: Divulgação/Gearbox)

Embora os primeiros momentos do novo trailer liberado pela Gearbox Software sejam razoavelmente “genéricos”, não demora muito para que algo salte à vista: uma lustrosa estátua de um sujeito que parece representar uma espécie de clichê formado a partir dos galãs de cinema da primeira metade do século passado. Trata-se de Handsome Jack. E, na verdade, o seu rosto parece ter sido deliberadamente coberto por o de outra pessoa.

Handsome Jack deve ser o tormento principal dos novos e velhos heróis de Borderlands 2. Além de uma cara transplantada, o antagonista ainda conta com uma base posicionada entre Pandora e sua lua estacionária, a qual permite bombardeios orbitais — conforme é mostrado mais adiante no trailer, sempre com uma boa dose de explosões e destruição. Além disso, a estação “H” do vilão ainda permite manter qualquer um na superfície de Pandora em estreita vigilância.

Novas armas e veículos

“Doomsday” traz também uma mostra das inclusões prometidas para o game. Além de um momento em que é demonstrado o vasto novo arsenal do título, há diversas oportunidade para vislumbrar as novas carcaças que devem transportá-lo de um ponto a outro de Pandora. Há veículos voadores com acentos extras, por exemplo, assim como um carro que comporta uma torre personalizável — que tanto pode ser metralhadora quanto catapulta ou lança mísseis.

Por outro lado, o novo armário para armas deixa a dúvida: será possível armazenar e personalizar os armamentos. Como miscelânea ainda, vale uma ponto extra para o novo menu de pausa — agora é possível dar uma olhada nas suas habilidades, assim como conferir em detalhes a indumentária do personagem.

Alguns reforços

O novo trailer traz ainda rápidos vislumbres dos novos anti-heróis de Borderlands 2. Maya, por exemplo, espécie de símile da emblemática Lilith, do primeiro game — embora com uma nova habilidades, Phaselock, que permite prender e explorar inimigos. Já o soldado Axton deixa uma dúvida: o que significa, exatamente, o logo da fabricante de armas Dahl destacado na sua metralhadora? Existe alguma ligação?

Por fim, Zero faz também uma rápida aparição — com sua habilidade de duplicação e invisibilidade —, seguido pelo berserker Salvador, um sujeito barrigudo capaz de equipar quaisquer duas armas encontradas ao longo do jogo. Ao final, certa monstruosidade colossal e a possibilidade de partidas em tela dividida se encarregam de manter as coisas quentes para o título.

Agora é esperar pelo próximo passo da Gearbox. Borderlands 2 tem lançamento previsto para o dia 18 de setembro. Fique ligado no BJ para mais novidades.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: