(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

A NVIDIA queria impressionar na CES 2012 mostrando que a extravagância do poder gráfico vai além dos computadores. Portanto, nada mais justo que manter em seu estande um cockpit da VRX Industries, o Mach 4, para trazer a melhor experiência automotiva em games.

A configuração é robusta

  • 4 Xbox 360 rodando Forza Motorsport 2 com seu volante oficial
  • Adaptador wireless de controle do Xbox 360
  • 3 monitores da Sharp, linha Aquos, de 37” em resolução Full HD
  • Retrovisor virtual em LCD com 7”
  • Sistema de som Bose Acoustimass
  • Sistema feedback vibratório de 1.500 watts
  • Sistema amplificador de potência de 1.900 watts
  • Cadeira com estrutura mecânica completa
  • Óculos 3D com tecnologia Lightboost

E isso era só a “massa do bolo”, pois a cadeira da VRX treme, balança e vira de acordo com a força da gravidade aplicada sobre o piloto. Tudo para que você se sinta verdadeiramente dentro de um autódromo.

Logo que entrei na fila para testar, observei como todos que testavam saíam extremamente entusiasmados. Não é para menos, o barulho dos motores era alto, e a cadeira, além de tremer bastante, dava uns trancos  bem bruscos para tentar simular a força G. Só esperava que tivesse um circuito misto para brincar “de verdade” — sabe como é, brasileiro não é muito fã de corrida oval.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Sensação inesquecível

Chegou minha vez, a adrenalina subiu. Sentei na cadeira e o expositor me ajudou a realizar os ajustes necessários. Hora de voar baixo! De tanto nervoso, já saí cantando pneu e dei uma leve rodada, a cadeira chacoalhou de um lado para o outro com uma força incrível.

Retomando o controle, era o momento de me sentir a bordo de um carro de fórmula Indy. A experiência foi ótima: a cada mudança de marcha, era possível sentir como se realmente estivesse pilotando. Quanto mais rápido eu estava, mais instável ficava a cadeira, chacoalhando sem parar devido ao sistema vibratório.

Tudo bem que em um circuito oval não deu para sentir tanta emoção com freadas, afinal, você não precisava nem tirar o pé do acelerador, porém para parar realizei uma freada brusca, sendo inclinado para frente fortemente. Assim, quase consegui perder o controle do carro, fazendo força nos braços para segurar o volante.

Terminada a experiência, saí bambo e feliz como um garoto que acabou de ganhar o primeiro carrinho de brinquedo. O VRX Mach 4 com certeza é divertido e um sonho de consumo para os fanáticos por automobilismo. Triste mesmo só o sabor salgado do seu preço final: 15 mil dólares.

Cupons de desconto TecMundo: