(Fonte da imagem: Divulgação/SEGA)

O método de combate à pirataria escolhido pela SEGA para Football Manager 2012, que exige a instalação do cliente Steam e a ativação do game pelo serviço da Valve mesmo para cópias físicas do título, irritou os fãs da franquia. O que se viu foi uma grande revolta nos fóruns oficiais do título, que já registram quase quatro mil mensagens criticando a decisão.

Em resposta, a SEGA emitiu um comunicado afirmando que não voltará atrás em seu sistema e elencou as razões para utilização do DRM. A empresa lembrou aos jogadores que a versão 2011 do título não apresentava nenhum tipo de método especial para ativação, e apresentou dados comprovando que, caso um terço dos usuários que baixaram o game ilegalmente o tivessem comprado, as vendas de Football Manager 2011 duplicaria.

“Ficamos felizes que a maioria das pessoas [reclamando] são genuínos consumidores do game, e a necessidade de ativação não é tão simples quanto colocar o jogo no drive e rodá-lo. Entretanto, esperamos que, como fãs, vocês entendam que a ativação é válida para evitar que outros roubem aquilo que vocês compraram”, explicou a SEGA.

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: