Quem namora sabe que relacionamentos exigem dedicação dos dois lados. Enquanto é possível demorar semanas (ou até meses, em alguns casos) para rever alguns amigos sem que a amizade seja abalada, é difícil fazer o mesmo com uma namorada sem ganhar o temido prefixo “ex”.

Assim, todos que começam a namorar percebem que é difícil manter a rotina de solteiro. Isso não é necessariamente ruim, lembrando que namorar alguém é estar ao lado da pessoa amada. Algo bom, não é mesmo? No entanto, como dito anteriormente, relacionamentos exigem dedicação. Não são raras as brigas ocasionadas porque alguém se dedica mais a uma atividade do que ao namoro. Mas e quando essa atividade é o video game?

Assim como em outros casos, ninguém é perdoado pela falta de atenção. Até o aclamado produtor Peter Molyneux, famoso por ter criado a franquia Fable, já sofreu as consequências por se esquecer do mundo enquanto jogava.

Em uma entrevista a um site internacional, o produtor afirmou que nos anos 80 perdeu uma namorada porque jogava demais um RPG para computadores chamado Wizardry. Foram três encontros seguidos aos quais ele se atrasou por conta do jogo. O suficiente para que a moça desistisse.

Para evitar o mesmo destino de Molyneux, o Baixaki Jogos preparou alguns conselhos para conciliar a sua paixão pelos games sem criar nenhum problema com aquela pessoa que você tanto ama (e que não é a sua mãe).

Chame a sua cara-metade para jogar

Se o seu amor implica com a sua jogatina, provavelmente ele acredita que jogos são apenas para crianças e não sabe como eles podem ser divertidos. Para acabar com as intrigas, convide-o para uma partida e tente mudar a sua opinião.

Há vários games que praticamente imploram para serem jogados por mais pessoas. Há desde os casuais — como Dance Central ou Wii Sports, que podem ser jogados a qualquer momento — até aqueles que exigem algumas horas de dedicação, como os da série LEGO ou New Super Mario Bros. Wii. Qualquer que for a sua escolha, a diversão com dois controles é garantida.

Vamos assistir a um jogo hoje à noite?

Se a sua paixão não conseguir se familiarizar com os controles do seu console, você pode chamá-la para assistir a um jogo. Claro que, para isso ser um convite interessante, é necessário escolher algum game com uma trama bacana. Afinal, ver alguém jogando Tetris ou Mahjong por três horas seguidas pode ser mais do que cansativo.

Para acertar na escolha, há muitas opções que são mais envolventes do que muitos filmes em cartaz. Assim, procurar o assassino do origami em Heavy Rain ou acompanhar as novas aventuras de Marty McFly pelo tempo na série Back to the Future podem ser ótimas opções para um domingo chuvoso. Só não vale terminar o jogo sozinho depois.

Minha namorada gosta de jogar...

... Só não gosta do meu game favorito

Os opostos se atraem. Quem é que não conhece um casal de namorados que torcem por times distintos ou então possuem gostos musicais completamente diferentes e, ainda assim, estão juntos sem maiores problemas?

Se você adora passar horas em Azeroth (o verdadeiro World of Warcraft) enquanto o passatempo favorito de sua namorada é explodir a cabeça de zumbis em Call of Duty: Black Ops, que tal se os dois tentarem se divertir juntos?

Se você nunca conseguiu ver graça em mortos-vivos levando tiros na cabeça, quem melhor que a sua namorada para tentar convertê-lo? Da mesma forma, quem sabe você não consegue convencê-la a criar um personagem para se casar com aquela sua elfa guerreira level 47?

A união entre os portáteis e os consoles de mesa

Você quer conquistar todos os troféus de God of War III. Você já conseguiu convencer a sua namorada a acompanhar com você a guerra de Kratos contra os deuses do Olimpo uma vez. O problema é que agora é preciso terminar o game novamente no modo mais difícil e a sua companheira não entende por que isso é tão importante para você.

Nesse momento, os donos de um portátil possuem uma vantagem. Com eles, os dois podem terminar juntos e simultaneamente campanhas feitas para apenas um jogador. Apenas em consoles distintos.

Jogue sozinho... Sem esquecer o seu amor!

Existe um cenário que também deve ser enfrentado. A sua alma gêmea quer estar com você, mas não pretende fazer nada relacionado com video games. Nesse caso, o melhor a fazer é respeitar e deixar para jogar quando estiver sozinho.

Para evitar brigas, tente aprender alguma coisa com Peter Molyneux e evite ligar o console antes de encontros. É sempre assim, você acha que vai jogar apenas por meia hora, mas alguns games possuem partidas online demoradas ou então demoram até oferecer uma oportunidade de salvar o seu progresso. Desse modo, quando o controle é deixado de lado, você já está atrasado.

Caso os dois morem juntos, tente aproveitar momentos em que estiver sozinho em casa para jogar sem se preocupar. Se sua namorada acorda cedo e você não, pense em acordar junto com ela e aproveitar a manhã com os seus games (ou então jogar à noite quando ela estiver dormindo). O importante é dar a devida atenção ao seu amor sem abdicar do que você gosta.

E você? Acredita que é possível seguir esses conselhos e manter uma relação saudável sem abdicar dos video games ou que tudo isso não passa de ilusão? Responda à nossa enquete e deixe a sua opinião nos comentários!

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: