Trazendo mudanças significativas para a série, Final Fantasy XV finalmente chegou às lojas. O jogo deixa claro logo em seu princípio que foi feito tanto para os fãs dos jogos clássicos quanto para os novatos. Em uma entrevista exclusiva com o TecMundo, o diretor do título, Hajime Tabata, falou sobre como foi tornar o game acessível para todos e citou influências, além de abordar planos para DLCs, a possibilidade de spin-offs ou sequências e a localização em português.

“Eu realmente acho que tanto fãs quanto não fãs de Final Fantasy vão achar o jogo acessível sem quaisquer barreiras. Games com jogabilidade baseada em ação em mundos tão amplos quanto esse são raros, e lutar batalhas colaborativas como parte de um time é mais raro ainda. Nós projetamos os controles para serem intuitivos, então qualquer pessoa que estiver assistindo e se interessar pode curtir sem problema algum”, explica Tabata.

O sistema de combate foi pensado para ser intuitivo

Para chegar a esse resultado, a equipe contou com uma série de influências dento e fora do mundo dos jogos. “Há partes dos controles de Kingdom Hearts que referenciamos. Também, é claro, implementamos o conhecimento que adquiri nos títulos em que trabalhei anteriormente”, pontua. No entanto, um elemento único que o diretor buscou para FFXV foi um estilo de combate que fluísse livremente entre ataque, defesa e cooperação.

Uma das inspirações para o combate de FFXv foi a trilogia de filmes "O Hobbit"

“A maior inspiração que tivemos para isso foi o combate dos elfos e anões na série de filmes ‘O Hobbit’. A equipe de desenvolvimento, que já trabalhou em tantos dos títulos de Final Fantasy no passado, juntou todos esses elementos para construir o sistema de batalha. É provável que seja isso que faz com que [FFXV] seja um Final Fantasy”, ressalta.

O que vem por aí

Atualmente, sabemos que há planos de lançar DLCs individuais que permitam que os jogadores controlem cada um dos três companheiros de Noctis. Além disso, também têm se falado de outros conteúdos, que adicionariam um modo multiplayer cooperativo e a possibilidade até de jogar como Luna e personagens adicionais.

Questionado sobre o que mais podemos esperar ver no título, Tabata afirmou que um dos objetivos do time para Final Fantasy XV é que ele continue evoluindo após o lançamento. “Nós temos planos para que ele se ramifique em direções distintas. Nossos esforços serão focados nessa evolução e na diversificação para que os compradores possam jogar o game por um tempo mais longo”, afirma.

Ainda não há planos para sequências, mas a possibilidade não é zero

Isso, no entanto, não significa que o time da Square já está trabalhando em uma sequência direta ou em um spin-off de grande escala para FFXV. “Infelizmente, não há planos nesse sentido. Mas isso não quer dizer que a possibilidade não existe. Se as coisas acabarem se desenrolando dessa forma, seria puramente para os fãs de Final Fantasy XV. Eu vou pensar sobre o assunto enquanto mensuro as reações dos usuários ao lançamento do jogo”, explicou.

Agora é a nossa hora

Final Fantasy XV foi o primeiro grande título da franquia a chegar com textos em português já no seu lançamento original. Segundo Tabata, a escolha de quais idiomas inserir como tradução em texto e quais dublar foi feita com base na capacidade máxima de trabalho que a empresa conseguiria fazer para garantir um lançamento mundial simultâneo.

“Pessoalmente, se o tempo permitisse, eu implementaria [localização em] voz para todas as regiões. Mas estou feliz por ter conseguido executar uma estreia simultânea com textos traduzidos e realmente acho que isso é uma grande conquista”, pontua.

Se FFXV fizer sucesso no Brasil, a Square Enix pode cogitar dublagem em seu próximo título

Por fim, questionado se o sucesso de FFXV no Brasil poderia se traduzir em mais investimentos da Square Enix por aqui no futuro, Tabata deu uma resposta positiva. “Os resultados de vendas desse título definitivamente vão impactar os próximos, então espero que muitas pessoas tenham a chance de jogar o game”.

E aí, você já está se aventurando com Noctis e companhia? Nós aqui do TecMundo chegamos ao final da história e estamos preparando nossa análise completa, que deve ir ao ar em breve. Enquanto isso, clique aqui para conferir nossa análise em progresso.

Cupons de desconto TecMundo: