(Fonte da imagem: Divulgação/OnLive)

O presidente da OnLive, Steve Perlman, afirmou que o serviço ajuda os estúdios responsáveis pela criação e publicação de jogos a melhorá-los. “Nós fornecemos muitas estatísticas. Eles adoram”, explicou o executivo.

Ainda segundo Perlman, informações a respeito dos locais dentro do game onde os jogadores frequentemente empacam e quais demos testadas pelos usuários resultam em mais compras são muito valiosas. Assim, Perlaman defende que, com esses dados, a indústria será capaz de entregar jogos melhores e mais interessantes.

Jogos de PlayStation 3 e Xbox 360 nas nuvens

O vice-presidente do setor de engenharia da OnLive, Joe Bentley, disse também que a companhia conversou com a Microsoft e a Sony a respeito da tecnologia de entrega de jogos nas nuvens da OnLive.

É claro que isso não é nenhum anúncio oficial, mas é um fato no mínimo interessante que duas das maiores fabricantes de video games estejam interessadas em explorar o potencial do armazenamento nas nuvens.

A Valve também quer entrar na brincadeira

De acordo com Bentley, a Valve — detentora do serviço de distribuição digital Steam e responsável por jogos como Portal 2 — também possui interesses na tecnologia utilizada pela OnLive.

Segundo o executivo, a companhia utilizaria os serviços da OnLive para distribuir seus jogos em aparelhos, como o iPad e o iPhone, sem a necessidade de investir dinheiro em adaptações dos games para cada plataforma.

Cupons de desconto TecMundo: