Hoje, 2 de agosto de 2016, o Xbox One Slim de 2 TB é lançado nos EUA por US$ 399. Na conversão para a nossa moeda, o preço sai por R$ 1.396, mas ainda não há um posicionamento oficial da Microsoft com relação ao lançamento por aqui. Lá fora, o console já está agradando. O pessoal do Digital Foundry, tradicional e sempre confiável em análises técnicas, está testando o poder de fogo do aparelho, e sim, ele realmente apresenta mais velocidade graças à GPU e melhor desempenho em alguns jogos. Confira o vídeo acima.

Para quem não sabe, o novo sistema conta com uma GPU mais rápida que a do modelo original. Jogos como Project CARS e Hitman foram utilizados nos experimentos e apresentaram melhorias substanciais em taxa de quadros por segundo, enquanto nomes como Rise of the Tomb Raider e Batman: Arkham Knight, por exemplo, estão com menos serrilhados, de acordo com o site.

O salto da GPU e a intenção do poder extra

Essa evolução se deve, em parte, ao overclock da GPU, que pulou de 853 MHz para 914 MHz no Xbox One S, resultando em performance otimizada da computação do sistema, algo que se reflete também num aumento da largura de banda ESRAM, que saltou de 204 GB/s para 219 GB/s.

A intenção do poder extra, como a Microsoft já havia ressaltado no anúncio do console durante a E3 2016 e em várias entrevistas que se seguiram posteriormente, é permitir que os desenvolvedores criem títulos que suportem o HDR sem prejudicar o desempenho do sistema. Mas o bônus inesperado é que, na realidade, essa possibilidade foi aberta a todos os jogos.

Xbox One S: cumprindo promessas

É claro que nem todos usufruem plenamente das melhorias supracitadas. Fallout 4 e Resident Evil 5, por exemplo, estão praticamente iguais, de acordo com os testes. Títulos que possuem frame-rate desbloqueado (e não travado numa taxa única) ou resolução dinâmica são aqueles que estão mais sujeitos a aproveitar as novidades.

“Ao fazer essa mudança, os desenvolvedores criando títulos em HDR não têm de sacrificar a performance. Também decidimos dar os 6% extras a todos os títulos. Então alguns jogos [os que têm resolução dinâmica e frame-rate desbloqueado] devem ver sutis melhorias. Nossos testes internos mostraram que são coisas bem pequenas, mensuráveis em certos jogos, portanto, não quisemos tornar isso o ‘argumento de venda’ do novo console”, explicou Albert Penello, diretor sênior de marketing e planejamento da Microsoft, ao Digital Foundry.

O TecMundo Games também fará uma análise técnica completa quando botar as mãos no novo aparelho, incluindo serviços como Netflix para testar a saída em 4K e outros aspectos.

O vídeo que você confere no topo desta notícia mostra um Project CARS com um poder extra considerável no Xbox One S. Que grata notícia, não? Parece que a Microsoft está, realmente, cumprindo as promessas. Deixe sua opinião sobre o novo console na seção destinada aos comentários, logo abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: