O PGS Portable Console fez muito sucesso por meio de uma campanha no Kickstarter. Em apenas cinco dias, a equipe do video game, Portable Solutions, já havia conseguido US$ 300 mil em financiamento — o pedido inicial foi de US$ 100 mil. Acontece que, após algumas estranhas decisões e falta de comunicação com os participantes do Kickstarter, a companhia desenvolvedora do PGS resolveu cancelar o projeto.

Como noticiamos mês passado, o Portable Console era interessante porque, além do sistema operacional Windows 10, ele ofereceria dual boot em Android 6.0 Marshmallow. Isso significa que, além de gadget de jogo e "notebook miniatura", o portátil poderia agir como smartphone.

Ainda, ele era bem elegante, como você pode notar nas imagens. O gadget apresentava quatro botões, dois gatilhos superiores, dois direcionais analógicos e um D-Pad. Veja abaixo:

PGS

A treta

Muitos financiadores da campanha começaram a notar diversas inconsistências. O "caldo engrossou" quando, após enviarem vários questionamentos sobre como a Portable Solutions utilizaria o dinheiro, a companhia iniciou uma espécie de retalhamento aos usuários — quando respondia, chegava a ser irônica.

Outro ponto que prejudicou a confiança foi a falta de um protótipo. Após o cancelamento oficial do Kickstarter, a Portable soltou uma nota no site. "O nosso projeto causou um grande impacto social: cerca de 1 mil artigos em todo o mundo, mais de 300 mil membros em nossa comunidade. Estamos muito gratos por compartilharem nossa visão de futuro".

Agora você vai acompanhar na íntegra a explicação sobre o cancelamento:

"Infelizmente, tal impacto também atraiu a atenção de um pequeno grupo de pessoas que sempre tentam estragar as realizações de outros, obstruir o progresso. Não estamos tão ofendidos, mas as atividades dessas pessoas conseguiram induzir a suspeita em parte de nossa comunidade. Esses detratores estão tentando com afinco convencer outras pessoas de que nosso projeto é falso, um golpe, que nossa única meta é conseguir o dinheiro e desaparecer. Até algumas fontes de mídia começaram a acreditar nisso.

Todos que ainda pensam que o PGS é um golpe devem entender o quão longe da verdade está essa afirmação

Como resultado, estamos enfrentando um dilema. Em alguns dias, a campanha vai terminar e nós já poderemos pegar o dinheiro suficiente para o desenvolvimento do PGS (...) Porém... Muitas pessoas podem continuar pensando que queremos dar um golpe. Estamos considerando vários caminhos e decisões e, eventualmente, chegamos a isso: estamos cancelando nossa campanha no Kickstarter. Todos os financiamentos de vocês também. Nós não receberemos fundos, mas esse é o preço para salvar a nossa reputação. Agora todos que ainda pensam que o PGS é um golpe devem entender o quão longe da verdade está essa afirmação".

Você ainda pode checar a página oficial do PGS no Kickstarter. Mais informações devem surgir em breve, já que o projeto não deve ter sido abandonado totalmente. Quando era vendido, o PGS Lite saía por US$ 230 (R$ 756), enquanto o PGS Hardcore custava US$ 260 (R$ 855).

Cupons de desconto TecMundo: