Depois de ser banido da PSN por simplesmente utilizar seu nome real, o usuário Jihad, de 26 anos, espalhou seu caso na internet, alcançou a grande mídia e conseguiu reaver sua conta. Ele teria sido excluído do serviço online da Sony por ter o nome visto com conotação negativa.

A equipe PlayStation alocada no Reino Unido entrou em contato com o gamer, cuja ID na PSN era “iJihad”, e resolveu a situação com o dono da conta. O usuário ficou impedido de acessar quaisquer informações referentes ao perfil: compras, lista de amigos, jogatina online etc. Infelizmente, Jihad não recebeu qualquer compensação pelo infortúnio, mas ganhou a oportunidade de escolher um novo ID online e recuperar todo o histórico de compras da sua conta.

Troféus foram zerados

O resgate da conta saiu caro para Jihad. Além de ter a lista de amigos limada e precisar readicionar todos os contatos, o jogador perdeu todos os seus troféus e todo o histórico de jogatina. Ele conseguiu recuperar os jogos/DLCs que comprou, mas todo o resto foi pro espaço.

Em seu Twitter, o jogador agradeceu aos veículos Kotaku, GameInformer, SegmentNext e toda a comunidade gamer pela ajuda no processo. 

Atualmente, qualquer serviço online está rigoroso com relação à política de nomes utilizados para a conta. Se houver qualquer tom ofensivo, o usuário é banido sem dó nem piedade – e nós sabemos como muitos gostam de “brincar” com apelidos pejorativos em sua ID de exibição na rede, diante dos amigos e nas jogatinas online. 

A divisão PlayStation para o Reino Unido se desculpou pelo ocorrido. Final parcialmente feliz para Jihad, ainda mais se o cara tinha muitas platinas na conta...

Cupons de desconto TecMundo: