Quem pensava que as novidades de Battlefield 1 iam se restringir apenas à temática diferente, com a jogatina saindo do futuro e indo lá para a 1ª Guerra Mundial, pode se preparar: EA e DICE estão suando para tornar a brincadeira ainda mais imersiva. Durante sua conferência na E3 2016, a dupla revelou que a introdução de efeitos climáticos e de novos veículos de grupo devem renovar totalmente a experiência com a franquia.

De acordo com um representante do estúdio, as mudanças que ocorrem no clima durante as partidas, principalmente nos combates multiplayer, devem forçar o jogador a se adaptar às condições no campo de batalha. Uma névoa mais densa pode diminuir muito o alcance da sua visão e exigir que você se atente aos sons dos inimigos, por exemplo. Ao mesmo tempo, uma forte chuva pode cobrir rastros e barulhos do oponente e demandar novas estratégias a bordo de veículos.

Mandando fogo na chuva!

Pode parecer algo simples, mas são coisas que podem mudar completamente uma guerra, fazendo com que um time que estava em vantagem até então sofra com a mudança e seja derrotada ao fim do mapa. Esse é apenas um recurso planejado pela desenvolvedora para equilibrar as disputas e garantir que uma sessão de jogatina nunca seja igual a outra. Isso porque, desta vez, os cenários serão bem mais destrutíveis, permitindo que um soldado criativo derrube paredes para criar um acesso direto ao flanco dos inimigos.

Outro recurso utilizado para equilibrar as partidas é a presença de veículos do tipo behemoth ou ultimate, capazes de transportar um grande número de jogadores e garantir reforços a pontos estratégicos do mapa – ou no momento que o time mais precisa. Em alguns dos modos de jogo, isso pode fazer a diferença entre segurar um ponto ou ser completamente destruído pelos oponentes. Para saber sobre essas e outras novidades, não se esqueça de conferir nosso dossiê completo sobre o game.

Cupons de desconto TecMundo: