(Fonte da imagem: Reprodução/TechEYE)

O sonho dos jetpacks de verdade que sejam realmente comercializados pode estar bastante próximo – para o entusiasmo dos fãs de ficção científica.

Depois de anos em desenvolvimento, os criadores do Martin Jetpack receberam um certificado final que assegura que eles podem começar os testes efetivos do equipamento (que já está pronto). Após muitos atrasos e prorrogações, tudo indica que o projeto está perto de ser concluído.

O chamado "primeiro jetpack prático do mundo" receberá inúmeros testes tripulados nas próximas semanas – o primeiro passo para que o produto realmente chegue ao mercado nos anos seguintes. Entretanto, o equipamento só poderá ser testado no espaço aéreo da Nova Zelândia (país de origem da empresa responsável), além de não poder subir mais do que 20 pés acima do solo e 25 pés acima da água.

Voar é um sonho caro

O inventor da engenhoca, Glenn Martin, diz que está trabalhando no equipamento há mais de 30 anos, inspirado por programas de televisão como Thunderbirds. O chefe-executivo da empresa, Peter Coker, acredita que o jetpack estará disponível para o público em geral somente em 2015. De acordo com as especulações, ele não será nada barato, com preços em torno de US$ 100 mil. Se você quer sair voando por aí, é bom já começar a fazer suas economias. Nós já fizemos um artigo detalhado do Martin Jetpack aqui no Tecmundo; para acessá-lo, clique aqui.