Uma espécie de skate com esteiras. (Fonte da imagem: Reprodução/Mashable)

Veículos que se parecem com um skate e possuem motores elétricos ou a combustão não são exatamente uma novidade. É relativamente fácil encontrar mais de um modelo à venda por aí. Acontece que esses dispositivos que vêm à cabeça são normalmente aqueles com grandes pneus, em vez das tradicionais rodinhas do skate urbano. Ainda assim, nem um nem outro tem tanta capacidade de adaptação a qualquer terreno como o Scarpar, esse veículo com esteiras que você vê na imagem.

Ao contrário do que você está pensando, esse dispositivo é bem rápido, e não lembra de forma alguma aquelas máquinas utilizadas em grandes obras, como escavadeiras e outras que também possuem esteiras e se movem como lesmas micênicas. A diferença começa pelo fato de as duas esteiras não trabalharem de forma paralela.

O criador do projeto, Andrew Fern, comentou que não consegue pensar em outro dispositivo como o seu, que possui esteiras alinhadas uma na frente da outra, o que gera mais velocidade, mas também complica a situação na hora de fazer curvas.

Velocidade

Pensando na segurança, os dois motores elétricos do Scarpar possuem sua velocidade limitada em 50 km/h, mas os protótipos anteriores já conseguiram chegar a marcas maiores. Em entrevista ao Mashable, o criador do projeto inferiu que essa limitação deve ser respeitada por conta da falta de proteção para o corpo apresentada pelo dispositivo. Assim, com essa velocidade, acidentes muito graves não aconteceriam e os usuários ainda sentiriam o bom gostinho da velocidade.

Entretanto, o grande diferencial do projeto é seu poder de adaptação a qualquer terreno. Suas esteiras e a força independente dos motores garantem que ele passe rapidamente até pode cima de troncos, como você pode conferir no vídeo a seguir. Areia, grama, terra, pedras e vários outros ambientes também não parecem ser um grade desafio. Só não vimos o Scarpar na água, o que não deve ser uma boa ideia, de qualquer maneira.

Velhos tempos

O primeiro protótipo do dispositivo ficou pronto em 2006 e, na época, funcionava com um motor a combustão. Isso deixava o dispositivo bem mais complexo por conta da mecânica necessária para garantir a transmissão de movimento para as duas esteiras, além de ocupar bem mais espaço do que poderia ser considerado confortável. Prova disso é o motor que ficava na prancha, entre os pés do usuário.

Com o passar do tempo, Fern precisou redesenhar diversas vezes seu Scarpar, incluindo então dois motores elétricos independentes em vez do arcaico e grande motor a combustão. Segundo ele, o avanço nessa tecnologia relacionado ao tamanho, ao preço e ao desempenho foi o que garantiu o sucesso desse último modelo.

Depois de alguns milhões de dólares investidos em seu desenvolvimento, o dispositivo está se preparando para começar a ser comercializado, mas ainda estará em testes até agosto deste ano. Fern acredita que poderá vender seu Scarpar por algo entre US$ 4,5 mil e US$ 5 mil, mas não há nada oficial nesse quesito.