Em outubro deste ano, o governo da Coreia do Sul deve estrear a K-City, uma cidade completamente dedicada à realização de testes de veículos autônomos. O objetivo é permitir que fabricantes preparem melhorias mais frequentes em seus sistemas e que possam testá-los em vários cenários e tipos de estrada de maneira facilitada.

Embora o governo do país já permita a realização de testes do tipo em áreas específicas desde novembro do ano passado, a estreia de um local especializado nisso deve beneficiar muito a tecnologia. Entre as empresas que investiram no negócio estão nomes como SK Telecom, Samsung Electronics, Hyundai Motor Company e Kia Motors.

A K-City vai ocupar uma área de 360 mil metros quadrados e contar com linhas de ônibus, vias expressas, zonas de estacionamento para carros autônomos e outras construções especializadas. Com um orçamento de US$ 11 bilhões de wons (aproximadamente R$ 54 milhões), o local vai ser aberto na segunda metade deste ano, mas só deve estar completamente pronto na primeira metade de 2018.

A iniciativa está sendo criticada por alguns analistas sul-coreanos, que acreditam que o local deveria contar com mais equipes de engenheiros profissionais e que as gravações e dados relacionados aos testes deveriam ser compartilhados com empresas de seguros e planejamento urbano. Além disso, há a opinião de que o local deveria ser aberto para startups e não ficar restrito a companhias grandes que detêm um maior poder econômico.