Se você viaja com frequência ou é do tipo de pessoa que passa mais tempo na rua do que em casa, certamente já ficou chateado por ter perdido parte da programação televisiva de seus canais prediletos. Estamos falando do último capítulo daquela novela, daquela partida emocionante do time de seu coração ou de um programa de auditório que você tanto ama e não quer perder nenhum episódio.

Para não sofrer nessas situações, algumas pessoas apelam para os aplicativos que permitem assistir à programação aberta dos principais canais de TV do Brasil, mas eles se tornam inúteis caso você seja assinante de emissoras fechadas.

Foi para resolver esses problemas que a empresa estadunidense SlingMedia resolveu criar o Slingbox, aparelho que possui bastante popularidade na América do Norte e na Europa. O dispositivo chegou ontem (12) ao território brasileiro com o preço sugerido de R$ 799; contudo, o conceito inédito em terras tupiniquins acabou causando certa confusão entre os leitores do Tecmundo, razão pela qual decidimos explicar de forma mais detalhada o funcionamento do produto.

(Fonte da imagem: Divulgação/SlingMedia)

Mas, afinal, como ele funciona?

O objetivo do Slingbox é permitir que você assista a todos os conteúdos que você geralmente assistiria em sua televisão caso estivesse no conforto de sua casa, independentemente de serem canais abertos ou pagos (Sky, NET, Oi TV, GVT, Claro TV, TVA, Telefônica|Vivo etc.). Seu papel é realizar streaming de seu aparelho televisor diretamente para seus dispositivos móveis, como notebooks, tablets e smartphones variados.

Para funcionar, primeiramente, o Slingbox deve ser conectado diretamente na sua TV ou no seu decodificador de sinal fechado (os famosos set-top-boxes) através de um cabo componente ou A/V convencional. Em seguida, você conecta o Slingbox ao seu roteador de internet (via cabo de rede; a versão do gadget com conexão WiFi ainda não está disponível no Brasil).

Agora basta fazer uma rápida configuração do produto, efetuando login na sua conta pessoal (você pode se registrar através do site oficial do gadget). A partir de então, o aparelho vai fazer streaming da sua televisão para os seus aparelhos móveis, que devem ter o aplicativo SlingPlayer instalado. Tais aplicativos permitem que você controle funções básicas de seu televisor (como troca de canais ou navegação pelos menus) através de uma série de controles remotos virtuais que se assemelham bastante aos utilizados na vida real.

O SlingPlayer está disponível em uma versão para navegadores (que pode ser acessada via PC Windows ou Mac), Windows Phone, Android, iOS e Kindle Fire. Essas últimas quatro edições, contudo, não são gratuitas: é necessário desembolsar US$ 15 (cerca de R$ 30) para adquiri-las e instalá-las no seu smartphone ou tablet. Vale observar, contudo, que não existe mensalidade para utilizar o Slingbox.

(Fonte da imagem: Divulgação/SlingMedia)

Ficou interessado?

O produto é compatível com as resoluções SD (480p), HD (720p) e Full HD (1080p, através do cabo vídeo componente). É importante frisar que o Slingbox consegue acessar sua televisão mesmo se a própria estiver desligada; contudo, não é recomendado utilizá-lo enquanto outra pessoa estiver assistindo à mesma TV localmente.

A novidade chegará às lojas varejistas durante as próximas semanas, mas já é possível encomendá-la através do site oficial da Slingmedia. Consumidores brasileiros possuem garantia de um ano e suporte técnico gratuito via chat online, email e telefone.

Cupons de desconto TecMundo: