Se você tem filhos ou um irmão pequeno, saiba que é interessante a possibilidade de criar uma conta segura no smartphone. Por meio dela, as crianças podem se divertir com o gadget sem o risco de topar com algo que vai traumatizar os sonhos alegres e infantis por semanas.

Veja bem: celulares, tablets e sistemas operacionais foram — podemos até generalizar — desenvolvidos e projetados para adultos. Ou seja, o modo de operação e tudo o que lhe permite fazer foi pensado para pessoas que já são bem grandinhas. Então, mesmo que você bloqueie tudo que exista dentro de um aparelho, ainda existe uma chance de seu filho ou irmão topar com algo mais "+18". A questão é diminuir ao máximo essa possibilidade — sem ter que deixá-lo sem brincar com o gadget.

Chega de enrolação e vamos ao trabalho. Siga os passos e as indicações feitas abaixo. Dessa maneira, você vai oferecer uma brincadeira mais "segura" para os pimpolhos.

Nova conta = nova experiência

A ideia aqui é permitir que a criança brinque com um celular ou tablet totalmente novo, mas sem ter que gastar alguns milhares para comprar um dispositivo do zero. Por isso, o caminho mais fácil é criar uma conta nova.

Vá até o app "Configurações" do seu Android. Por lá, procure o tópico "Usuários" (em alguns dispositivos, ele pode ficar dentro da aba "Geral" ou "Dispositivo"). O menu vai te dar a visão de todos os usuários que utilizam o gadget. Escolha "Adicionar usuário" (ou "+ Perfil").

Após escolher o "Adicionar", o sistema vai te dar duas opções: "Usuário" e "Perfil Restrito". Escolha "Perfil Restrito". Dessa maneira, vai ser configurar quais aplicativos e funções a criança vai poder brincar no aparelho.

É interessante notar mais um ponto: quando você está com o Perfil Restrito pronto para uso, não adianta conectar o celular ou tablet no PC para ver as fotos do dispositivo — elas ficam bloqueadas, ou seja, os seus nudes continuam seguros.

Apps

Você vai ser levado para uma tela chamada "Acesso a apps e conteúdo". Nela, todas aplicações existentes no gadget vão aparecer em uma lista. Dessa maneira, ao lado de cada uma, um botão fica aparente. Basta escolher quais apps você deseja que estejam liberados para a criança e arrastar o botão para direita até ele ficar colorido, como você vê na imagem um pouco mais para abaixo.

Agora vem uma questão importante: o seu filho ou irmão menor vai poder baixar aplicativos por conta própria? Veja: a Google Play dá acesso ao mundo dos apps, mas também é possível configurar a loja.

Caso você não queira que a criança faça o download de apps por conta própria, não adicione um email de perfil ou usuário. Deixe este trabalho apenas para o perfil principal do dispositivo. Por exemplo: se você quer baixar um novo jogo para o pequeno brincar, volte para a sua conta (em "Usuários") e faça o download na Google Play.

Se a sua escolha é permitir que ele possa baixar a própria diversão, siga os passos para fazer isso funcionar de maneira segura.

Google Play

Por "natureza", o app da loja Google Play é bloqueado no perfil "Restrito". Ou seja, a sua criança não vai conseguir o acesso para download de apps. Porém, dispositivos em versões mais antigas do Android liberam a função — além disso, se você tiver um mini-hacker, ele pode conseguir essa permissão. Então, siga estes passos.

Conectado no perfil restrito (batizamos ele de "Infantil" nas imagens), abra o Google Play. Vá até o menu e escolha "Configurações". Em "Controles de usuário", você vai encontrar dois tópicos.

Escolha "Controle para os pais". Três áreas vão se abrir: "apps e jogos", "filmes" e "música". Entre em cada um e defina as restrições. Depois, volte e escolha "autenticação necessária para fazer compras" e deixe marcado "Para todas as compras feitas no Google Play neste dispositivo".

Com todas essas áreas configuradas, a sua criança não vai conseguir realizar compras dentro da loja sem passar pela autenticação. Além disso, não vai poder baixar apps marcados como impróprios, além de filmes e até músicas mais explícitas.

Aplicações de controle

Desenvolvedores terceiros também querem lhe ajudar nesta tarefa. Existem vários aplicativos que ajudam a bloquear conteúdo, travar funcionalidades e até definir uma agenda para os pequenos. Abaixo, vamos listas alguns apps interessantes para você testar.

O primeiro aplicativo é o DinnerTime Plus. A ideia é que você consiga passar mais tempo com os filhos e que vocês possam se divertir juntos. Ela é gratuita e não oferece compras in-app — um ponto positivo.

Se você baixar o DinnerTime, vai ver que é possível controlar os gadgets das crianças em tempo real. Por exemplo, você consegue bloquear os dispositivos, acompanhar o que está sendo feito dentro do gadget e estabelecer um tempo limite de uso — por exemplo, ele poderá ser usado por apenas 2 horas diárias. Outro recurso é a análise: ele pega os dados de utilização e mostra com os pequenos utilizam o aparelho.

O Kakatu praticamente faz a mesma coisa que o DinnerTime, mas você pode achá-lo mais fácil de usar. Você pode baixar o app aqui.

O Mobile Fence Parental Control cerca o gadget do seu filho. Com ele, você pode bloquear apps, sites para uma navegação segura, definir um tempo para apps de jogos, planejar o tempo de uso com a tela ligada, rastrear a localização do gadget, bloquear chamadas recebidas e receber alertas de palavras-chave utilizadas — por exemplo, se o seu filho buscar alguma palavra pornográfica, você recebe um alerta no seu celular.

Controle dos Pais é um app da Oi que simplesmente oferece a maioria das funções listadas acima com um plus: está em português. Ou seja, se você tem dificuldade na língua inglesa, este app pode ser uma aposta certa.

Já conhece o Localizador de Família? Esse é mais simples e não foca tanto no seu gadget em si. Porém, pode te ajudar durante o relacionamento com o seu filho — e também família. Você monta um perfil e, por meio de um mapa, consegue saber onde cada smartphone ou tablet se localiza. Bom para acompanhar o trajeto de algum familiar, por exemplo.

Pronto. Esperamos que você tenha conseguido realizar todos os passos sem qualquer problema. Dessa maneira, você permite que o seu filho ou irmão possa brincar no smartphone ou tablet sem qualquer problema — além de ficar bem longe de apps maliciosos ou sites impróprios.

Se você tem alguma dúvida, ou conhece algum aplicativo interessante, diga nos comentários.

Como você controla o smartphone ou tablet do seu filho? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: