(Fonte da imagem: Divulgação/TIM)

As especulações sobre a venda do TIM pela Telecom Italia ainda continuam, apesar de a empresa já ter dito há alguns meses que não pretende se desmembrar do grupo brasileiro. O presidente da TIM Brasil, Rodrigo Abreu, afirmou novamente em comunicado ao mercado que a empresa não está à venda.

“O grupo já confirmou não só uma, não duas, não três, porém repetidas vezes que a TIM Brasil é estratégica, inclusive para diversificar um crescimento internacional, o que é mais difícil na Europa”, afirmou Abreu, que nesta terça-feira assinou um contrato de troca de fibras ópticas com a Telebras. A Telecom Italia também informou que as especulações sobre a venda da operação brasileira são “completamente sem fundamento”.

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) realizará hoje o acompanhamento de um termo de compromisso firmado em 2010, quando a Telefônica abocanhou a primeira fatia do capital da Telco – que faz parte do grupo de controle da Telecom Itália. O presidente Rodrigo Abreu disse que o envolvimento da TIM nesse caso é marginal: “Nossa questão é pontual, sobre a Atento. O resto é sobre essa questão da Telco, não envolve a TIM Brasil”.

Entretanto, para a procuradoria do Cade as novas negociações da Telefônica e Telco, mesmo que não envolvam o controle ativo da Telecom Itália, já implicam em descumprimento do termo de compromisso de 2010. Nesse caso, pode haver multa de R$ 15 milhões – além de sustentar que o acordo entre a Telefônica e a Telco pode ser problemático para o mercado brasileiro.

Cupons de desconto TecMundo: