(Fonte da imagem: iStock)

Se a tecnologia tornou os períodos de espera mais suportáveis – com joguinhos, internet e informação para animar o tempo perdido –, ela deve, muito em breve, extinguir as filas completamente. É o que afirma o Grupo Talkability, especializado em estudo de tendências e perspectivas para o mercado.

Mas calma, o varejo convencional não deve morrer, muito pelo contrário. De acordo com Fernando Figueiredo, presidente da consultoria, a tecnologia deve agilizar cada vez mais as compras e operações. Check-ins online e internet banking são apenas a ponta do iceberg de um mundo cada vez mais convergente.

Nas lojas, por exemplo, smartphones e tablets podem se transformar em meios de pagamento, com cada vendedor portando maneiras de permitir que o cliente acerte a compra digitalmente, sem a necessidade de filas no caixa. Além disso, perfis de redes sociais e hábitos online podem garantir segmentação, indicando setores especializados para atendimento direto.

Para Figueiredo, a única barreira para adoção de sistemas desse tipo é o próprio consumidor, que pode exibir resistência às novidades tecnológicas. Tudo, porém, é apenas uma questão de tempo.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Cupons de desconto TecMundo: