O bloqueio do WhatsApp em território brasileiro que ocorreu a partir da meia-noite de hoje (17) trouxe prejuízo para muita gente, especialmente quem necessita do aplicativo para atividades profissionais e afins. Mas teve quem se beneficiou muito com a medida imposta pela Justiça brasileira: o Telegram Messenger, o aplicativo similar ao WhatsApp para onde as pessoas correram quando ficaram órfãs do app de conversa.

O problema é que nem nos sonhos mais ousados do aplicativo russo de comunicação eles iriam receber tantos usuários em um período tão curto de tempo. Segundo a própria conta do Telegram no Twitter, cerca de 1,5 milhão de pessoas fizeram download do app em um período de 5 horas, em torno do momento em que o WhatsApp foi bloqueado no Brasil. E aconteceu o que era de se esperar quando um número tão alto como esse passa a acessar o mesmo serviço repentinamente: ele entrou em colapso.

Segundo a mensagem do Telegram publicada no Twitter, eles sofreram uma sobrecarga e estavam com dificuldades para enviar o código de acesso que o usuário deve receber quando se cadastra no serviço. Eles afirmaram também que, apesar do excesso de downloads e acessos, estavam trabalhando com afinco para tudo funcionar como deveria e que todos receberiam seus códigos em tempo. Durante o dia de hoje, usuários sofreram problemas de conexão lenta e algumas quedas no serviço, mesmo depois de conseguirem receber o código de acesso ao aplicativo.

No fim da tarde de hoje (17), o perfil do Telegrama no Twitter publicou que nas últimas 24 horas o aplicativo ganhou 5,7 milhões de usuários. Quantos desses são brasileiros, não sabemos com exatidão, mas certamente é a maior parte desse número. O desafio agora da desenvolvedora do app é conseguir manter essa quantidade de clientes adquiridos com a volta do serviço do WhatsApp no Brasil.

O que o Telegram tem que o WhatsApp não tem? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: