O One World Trade Center, o prédio mais alto do Ocidente construído onde antes ficavam as Torres Gêmeas, já abriu ao público o Observatório do edifício. Ele não só permite uma vista privilegiada da cidade de Nova York, mas também conta com um elevador que vale o passeio. É isso mesmo: o transporte que leva você até o local já é uma atração por si só.

Com velocidade de 37 km/h, o equipamento chega ao 102º andar em apenas um minuto e é considerado o mais rápido das Américas. A responsável pelo elevador é a ThyssenKrupp, que também projetou e instalou os 71 elevadores e as 12 escadas rolantes que atendem os 104 andares do One World Trade Center.

Engenheiros de oito países ajudaram a ampliar a quantidade de tecnologias presentes na construção. Uma das soluções é a carenagem de alumínio aerodinâmico, semelhante ao spoiler de um carro de corrida, que desvia o ar e aumenta a aerodinâmica dos elevadores. Eles contam ainda com amortecimento acústico em cabines e portas, limitando ao máximo o ruído.

A iluminação das cabines com lâmpadas LED economiza mais de 78.000 Kwh/hora por ano em comparação com as lâmpadas incandescentes. E, com o Sistema Regenerativo de Energia, o prédio recebe parte da energia devolvida pelos elevadores para alimentar todo o sistema de iluminação. Os elevadores também empregam a tecnologia de Antecipação de Destino e Chamada da ThyssenKrupp, que utiliza softwares inteligentes para agrupar as pessoas que vão para o mesmo andar ou próximos no mesmo elevador, proporcionando deslocamentos mais rápidos.

Vale lembrar, entretanto, que ele não é o elevador mais rápido do mundo. Esse recorde até agora pertence ao edifício chinês Centro Financeiro Guangzhou CFT, que permite viagens por 95 andares em somente 43 segundos, atingindo a velocidade máxima de 70 km/h.

Cupons de desconto TecMundo: