Com frequência, reclamamos de uma série de serviços tecnológicos que são prestados por empresas dos mais diversos segmentos. Se a internet está lenta, reclamamos. Se a TV à cabo não está funcionando, reclamamos. Se o telefone fixo está ruim, reclamamos. Se a energia elétrica acabou, nós também reclamamos.

Na verdade, não há problema nenhum em reclamar com as prestadoras de serviço que não estão atendendo as nossas necessidades corretamente. Aliás, esse é um direito de todos, previsto no Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990). Entretanto, ao fazer uma critica para uma empresa que fornece determinado serviço, sempre é bom lembrarmos que há “Super-Heróis” que trabalham duro para entregar o que foi contratado.

Os "Super-Heróis" que levam a tecnologia às nossas casas.

Os Super-Heróis

O vídeo que abre essa matéria é um ótimo exemplo do que estamos falando: Kevin Schmidt, funcionário de uma companhia fornecedora do serviço de TV à cabo, precisa subir até o alto daquela gigantesca torre para trocar uma simples lâmpada. Para os que não sabem, esses componentes funcionam como uma espécie de sinalizador, permitindo que as estações estejam visíveis mesmo durante o período noturno e evitam acidentes catastróficos.

Empregados de empresas de telefonia e internet, companhias elétricas e muitos outros trabalhadores enfrentam situações semelhantes e se arriscam todos os dias para permitir que o acesso à tecnologia chegue até as nossas casas. Será que esse pequeno detalhe – que pode custar uma vida – não deve ser levado em consideração na hora de fazermos uma reclamação?

Reclamando com raiva? Precisa?

Não são apenas os perigos físicos que oferecem um desafio para a saúde dos trabalhadores que colaboram para que tenhamos acesso à internet ou às nossas séries de televisão favoritas. Considerada uma das profissões mais estressantes, o Operador de Telemarketing também sofre diante das reclamações que prestamos. Não podemos nos esquecer dos profissionais da área de TI, que também lidam com perrengues que podem ser prejudiciais para a saúde.

Será que as nossas reclamações não estão muito carregadas com a raiva e o descontentamento da situação? Não seria uma boa ideia nos lembramos desses heróis que se sacrificam todos os dias antes de fazermos uma queixa? A reclamação não deve deixar de existir, mas a “humanização” dela é um caminho que tende a tornar as coisas um pouco mais fáceis para todos os lados. Vamos nos lembrar disso quando formos reclamar?

Cupons de desconto TecMundo: