(Fonte da imagem: Reprodução/PopSci)

Quando a ponte Sellwood, localizada na cidade de Portland, nos Estados Unidos, foi construída em 1925, ela não havia sido projetada para suportar 30 mil veículos por dia. E isso ficou evidente na década de 80, quando rachaduras começaram a se formar nos suportes da ponte.

A situação ficou tão crítica que inspetores federais avaliaram a ponte com a nota 2, em uma escala de segurança que vai de 0 a 100. Dessa forma, caminhões pesados, ônibus e carros de bombeiros foram proibidos de transitar pelo local.

Hora da ação

Depois de anos, os engenheiros do condado local (uma subdivisão do estado que engloba várias cidades) decidiram que era hora de uma nova ponte. A opção mais barata (que custou 306 mil dólares) seria mover a estrutura existente para servir como um desvio até que a nova fosse construída no lugar. Mas como deslocar uma ponte de 1.100 metros e 3.400 toneladas, toda de uma vez?

A gigantesca operação ocorreu durante mais de 14 horas no dia 19 de janeiro deste ano. Entre o local atual e o novo, os engenheiros construíram trilhos cobertos com almofadas de Teflon, encharcados com sabão líquido para torná-los escorregadios.

Em seguida, 40 macacos hidráulicos de 150 toneladas levantaram a ponte e colocaram-na sobre vigas de aço que puderam deslizar para dentro dos trilhos. Finalmente, um segundo conjunto hidráulico empurrou a ponte centímetro por centímetro para o novo local. A nova ponte deverá ser aberta em 2015.

Cupons de desconto TecMundo: