Em mãos erradas, um drone faria bastante estragos. (Fonte da imagem: Night Awk)

A história é meio absurda, mas é bem real. Um grupo de pesquisadores lideradO pelo professor Todd Humphreys, do Laboratório de Radionavegação da Universidade do Texas, em Austin, EUA, recentemente conseguiu deixar o governo americano de cabelo em pé com a invasão de um drone.

Com apenas mil dólares, a equipe de Humphreys conseguiu assumir o controle de um veículo aéreo não tripulado de propriedade da faculdade na frente do Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS na sigla em inglês).

O mais curioso é que o próprio DHS desafiou a equipe de Humphreys a invadir um drone e assumir o seu comando. E, para a decepção deles, foi exatamente o que eles fizeram.

Falsificação de GPS

O professor disse à rede de notícias Fox News que a equipe foi capaz de “falsificar” o sistema de GPS a bordo avião não tripulado em uma técnica que envolve a imitação dos sinais reais enviados para o dispositivo de posicionamento global, enganando o alvo em sequência de um novo conjunto de comandos. Por apenas mil dólares, Humphreys disse que sua equipe montou a brincadeira mais avançada já construída.

Mas o perigo é bem sério. O governo americano está considerando permitir que as unidades policiais locais e outras organizações controlem seus próprios aviões não tripulados. Em cinco ou dez anos, serão mais de 30 mil aviões no espaço aéreo dos Estados Unidos, e cada um deles poderá ser um míssil sendo usado contra a população.

Drones domésticos já estão sendo utilizados pelo DHS e outras agências governamentais americanas. Mas, como provou a experiência de Humphreys e sua equipe, o governo terá muito trabalho com esses aviões, já que eles utilizam o mesmo sinal não criptografado de GPS fornecido aos civis.

Fonte: Fox News

Cupons de desconto TecMundo: