Os jogos de guerra de última geração chegaram a um patamar de realismo que confunde olhares desatentos e até mesmo foi usado como uma demonstração militar legítima. O caso aconteceu na Coreia do Sul: o Ministério da Defesa Nacional divulgou um vídeo sobre o projeto de um avião, batizado de Kai KF-X, que teria demorado 14 anos para ficar pronto, mas não avisou que cerca de 10 segundos contêm sequências de Battlefield 3 e Ace Combat: Assault Horizon.

A apresentação aconteceu em 2015 e só veio a público agora, por meio do jornal Korea Times. O curioso é que em nenhum momento o protótipo é realmente exibido e a produção teria custado US$ 40 mil aos cofres públicos. Pior: as imagens não têm o aval da Electronic Arts nem da Bandai Namco, desenvolvedoras dos games.

O próprio governo já admitiu que parte do conteúdo foi mesmo retirado das franquias e adiantou que não deve mais utilizar o material. Enquanto isso, atribui o erro à produtora do clipe, que afirma apenas ter concluído o que foi aprovado. O episódio pode até mesmo render uma ação das empresas contra o Estado sul-coreano.

Por enquanto, nenhuma das duas companhias divulgou comunicado para comentar a falcatrua. Confira abaixo o momento em que as cenas foram inseridas, entre 6:53 e 7:05.

Cupons de desconto TecMundo: