Para digitar a primeira letra maiúscula desta frase, eu precisei segurar a tecla SHIFT e então digitar a letra “P”. Se depender do teclado sensível à pressão que será apresentado pela Microsoft em outubro na UIST (User Interface Software and Technology), essa simples tarefa pode estar com seus dias contados.

Isso porque como o nome já deixa bem claro, o teclado sensível à pressão reagirá de maneiras diferentes de acordo com a pressão aplicada sobre cada tecla, e isso significaria letras maiúsculas e minúsculas, maior ou menor velocidade em jogos e até mesmo mais praticidade na hora de apagar caracteres e palavras enquanto se digita um texto.

As diferenças

Existe pelo menos uma diferença básica entre este teclado que você possui em casa e o sensível à pressão. Os teclados convencionais registram apenas dois tipos de toques, o “ligado” e o “desligado”, ou seja, quando a tecla é pressionada e quando ela não é, respectivamente. Segundo a Microsoft, o novo teclado suporta até 256 níveis diferentes de pressão.

Assista ao vídeo demonstrativo do protótipo do novo teclado.

Isso se deve às três membranas de carbono, inseridas dentro do teclado, o que o torna capaz de interpretar o nível de pressão com que cada uma das teclas é pressionada e, desta forma, o resultado são ações diferentes dentro de seu computador. Algo que ao mesmo tempo consegue ser simples e complexo. Interessante, não?

Mas isso pode ser realmente útil?

De acordo com o vídeo demonstrativo do protótipo, esse equipamento pode sim ter grande utilidade. A primeira delas nós já citamos no início do texto, pois atualmente para digitar uma única letra maiúscula é preciso segurar a tecla SHIFT. Com o novo teclado, bastaria pressionar a tecla um pouco mais forte para que ela seja digitada em caixa alta, algo muito mais prático.

Outra utilidade seria na hora de apagar algo em um texto. Atualmente, para apagar uma palavra você segurar a tecla CTRL e então pressionar a Backspace. No teclado sensível à pressão, esta ação não usaria a tecla CTRL, pois bastaria cravar a tecla Backspace com mais força para que a palavra anterior apagada. A tecla Delete funcionaria do mesmo modo.

Mais uma utilidade apresentada pela Microsoft no vídeo do protótipo servirá a quem já tem as teclas WASD meio apagadas de tanto utilizá-las nos jogos. No novo teclado não seria preciso pressionar nenhuma outra tecla (normalmente SHIFT) para acelerar o passo, bastaria pressionar as teclas com mais força para imprimir mais velocidade ao seu personagem.

E quando eu poderei ter o meu?

Calma! Como dito no meio do texto, em outubro será apresentado um protótipo do produto, apenas para testes em um concurso entre estudantes. Segundo a própria Microsoft, não existe um projeto encaminhado para dar iniciar a produção de um teclado sensível à pressão e muito menos datas previstas para sua comercialização.

De qualquer modo, é interessante ver que novas tecnologias estão surgindo também para algo relativamente simples como o teclado. Depois de apresentar o Natal Project, que pretende revolucionar o modo como se joga videogame, a Microsoft surpreende mais uma vez com este produto que, se levado adiante, pode também modificar o modo como utilizamos o teclado para diversos fins.

Contraponto

Teclado sensível à pressão poderá mudar o modo como usamos este equipamentoPor outro lado, os benefícios tragos por um teclado sensível a pressão podem ser questionados, afinal, assim como pode ser mais prático não ter que usar o SHIFT para digitar uma letra maiúscula, a sensibilidade do teclado pode acabar atrapalhando e letras em caixa alta serem digitadas quando não devem. Além disso, um teclado de alta tecnologia provavelmente terá um valor muito mais alto do que os convencionais. Fazendo uma relação custo x benefício, talvez não seja tão vantajoso adquirir um.

É óbvio que se a Microsoft chegar a comercializar este produto, será depois de muitas pesquisas de mercado e sob forte propaganda, ou seja, retorno financeiro garantido.

Usuários do Baixaki! Registrem seus comentários e não deixem de contar o que acharam desta nova possibilidade. Será que um teclado sensível à pressão é algo realmente útil e caso venha a ser produzido deve emplacar? Até a próxima!

Cupons de desconto TecMundo: