Surface Pro, da Microsoft (Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Com a popularização de tablets ao redor do mundo, não é de se espantar que cada vez mais pessoas comprem esse tipo de aparelho em vez de investir em um computador completo. O desempenho desses gadgets consegue ser tão satisfatório quanto o de alguns desktops, o que torna bem realista a declaração de analistas de que mais tablets serão vendidos do que computadores.

Atualmente, computadores vendem mais que tablets, mas especialistas afirmam que a diferença entre o número de máquinas e tablets vendidos é bem pequena e deve ser invertida. Em média, são vendidos entre 55 e 60 milhões de tablets pelo mundo por bimestre, enquanto computadores alcançam a marca de 80 milhões de peças comercializadas.

Estudando o comportamento de vendas de smartphones, o analista Sameer Singh conseguir realizar uma projeção para os próximos meses que mostra que tablets devem superar o número de vendas bimestrais de computadores. Isso pode causar grandes mudanças no mercado de desktops, que deverão se adaptar às mudanças.

O que você acha disso? Prefere um tablet a um computador ou entende que uma máquina potente é mais importante que um portátil?

Cupons de desconto TecMundo: