Mercado de tablets bate recorde de vendas no Brasil no segundo trimestre

1 min de leitura
Imagem de: Mercado de tablets bate recorde de vendas no Brasil no segundo trimestre
Avatar do autor

Tablets com preços mais acessíveis são os principais responsáveis pelo aumento nas vendas. (Fonte da imagem: Divulgação/Positivo)

Se existe hoje um mercado que está em crescimento contínuo e acelerado no Brasil é o de tablets. Segundo a IDC Brasil, somente no segundo trimestre de 2012 foram comercializadas 606 mil unidades do dispositivo no país. A previsão é de que até o fim do ano o número chegue à marca de 2,6 milhões de aparelhos e de que até 2013 sejam vendidos 5,4 milhões.

Quando comparado com o mesmo período do ano passado, o crescimento é de 275%. “Apesar da desaceleração da economia ter afetado o mercado de PCs, os tablets mantiveram o ritmo acelerado de crescimento. É um número recorde impulsionado pela grande quantidade de dispositivos com preços inferiores a R$ 1 mil introduzidos no mercado”, diz Attila Belavary, analista de mercado da IDC Brasil.

O grande volume de modelos com preço de entrada também afetou nas dinâmicas de tamanhos de tela e configurações dos tablets. Atualmente, metade dos tablets comercializados tem um tamanho de tela de 7 polegadas e, desses tablets, apenas 20% possuem a conectividade 3G embarcada no dispositivo.

No ranking mundial, o Brasil saltou da 17ª posição, que ocupava no segundo trimestre de 2011, para a 11ª no mesmo período de 2012. Na comparação de desempenho entre os países do BRIC, o Brasil ficou na 3ª colocação, à frente apenas da Índia. Na comparação, hoje são vendidos no Brasil 5 tablets, 11 desktops e 17 notebooks por minuto.

Fonte: Assessoria de Imprensa IDC

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Mercado de tablets bate recorde de vendas no Brasil no segundo trimestre