Tablets com preços mais acessíveis são os principais responsáveis pelo aumento nas vendas. (Fonte da imagem: Divulgação/Positivo)

Se existe hoje um mercado que está em crescimento contínuo e acelerado no Brasil é o de tablets. Segundo a IDC Brasil, somente no segundo trimestre de 2012 foram comercializadas 606 mil unidades do dispositivo no país. A previsão é de que até o fim do ano o número chegue à marca de 2,6 milhões de aparelhos e de que até 2013 sejam vendidos 5,4 milhões.

Quando comparado com o mesmo período do ano passado, o crescimento é de 275%. “Apesar da desaceleração da economia ter afetado o mercado de PCs, os tablets mantiveram o ritmo acelerado de crescimento. É um número recorde impulsionado pela grande quantidade de dispositivos com preços inferiores a R$ 1 mil introduzidos no mercado”, diz Attila Belavary, analista de mercado da IDC Brasil.

O grande volume de modelos com preço de entrada também afetou nas dinâmicas de tamanhos de tela e configurações dos tablets. Atualmente, metade dos tablets comercializados tem um tamanho de tela de 7 polegadas e, desses tablets, apenas 20% possuem a conectividade 3G embarcada no dispositivo.

No ranking mundial, o Brasil saltou da 17ª posição, que ocupava no segundo trimestre de 2011, para a 11ª no mesmo período de 2012. Na comparação de desempenho entre os países do BRIC, o Brasil ficou na 3ª colocação, à frente apenas da Índia. Na comparação, hoje são vendidos no Brasil 5 tablets, 11 desktops e 17 notebooks por minuto.

Fonte: Assessoria de Imprensa IDC

Cupons de desconto TecMundo: