(Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Você se lembra do Zune? O MP3 player da Microsoft saiu em 2006 e deveria competir de igual para igual com o iPod, mas virou um produto obscuro e caiu no esquecimento até o ano passado, quando o aparelho foi descontinuado e permaneceu somente como serviço de música. Agora, a nova aposta da empresa contra a Apple é nos tablets, com o Surface – e tem gente dizendo que a história será a mesma.

A opinião pesada partiu do analista Tim Coulling, da firma Canalys. Para ele, o preço do aparelho será alto demais para movimentar as ações da Microsoft e o impacto comercial será o mesmo do Zune – ou seja, minúsculo.

Além disso, a competição com os tablets de fabricantes terceirizadas com o Windows RT também podem prejudicar o Surface, já que eles levam um produto (e a imagem) da empresa e também custariam caro demais.

A solução proposta pela Canalys é que a Microsoft lance primeiro o tablet próprio e negocie taxas menores de liberação do sistema operacional para outras empresas, fazendo com que alguns aparelhos com chip ARM saíssem mais em conta. Mas nem isso será fácil, já que essas companhias tendem a dificultar as negociações como vingança contra a gigante.

Fonte: Information Week

Cupons de desconto TecMundo: