Por que o mundo
não segue o mesmo
 fuso horário?

Os fusos horários ainda causam confusão para muitas pessoas. Descubra curiosidades sobre o assunto e entenda por que não seguimos um “horário mundial”.
Origem
O 1º modelo de fuso horário surgiu nos anos 1800. Implantado nos EUA e na Europa, ele organizava o transporte ferroviário e evitava atrasos, além de possíveis colisões nas linhas de trens.
Criação dos fusos horários
O modelo atual de fusos horários foi criado pelo engenheiro Sandford Fleming. Adotado em 1884, ele divide o planeta em 24 zonas, espaçadas em intervalos de 15 graus de longitude.
Meridiano de Greenwich
Os fusos são contados a partir do Meridiano de Greenwich no Reino Unido. Assim, a cada meridiano para a direita, aumenta uma hora; e a cada meridiano para esquerda, reduz uma hora.
Linha Internacional da Data
A Linha Internacional da Data está situada na metade do globo a partir do Meridiano de Greenwich. Ela determina exatamente em que momento se inicia ou termina o dia.
Adaptação do fuso horário nas fronteiras
Como os meridianos não se encontram exatamente nas fronteiras, os países adaptam o horário local. Assim, eles podem adotar uma cidade como referência ou dividir em regiões.
Horários locais
Existem 38 horários locais ao redor do globo. Por exemplo, o Brasil está dividido em 4 fusos diferentes e a França possui 12 zonas horárias. Apenas os polos não seguem nenhum fuso.
Horário de verão
Para economizar energia, diversos países adotam o horário de verão em certas épocas do ano. Dessa maneira, os habitantes podem usufruir da luz do dia por mais tempo.
Zonas Militares
Forças Militares adotam outro modelo de fuso horário dividido em 25 zonas. Usadas na aviação, no mar e na telecomunicação, elas são batizadas com o alfabeto fonético da OTAN.
Tempo Universal Coordenado
Hoje, os fusos horários são definidos a partir do Tempo Universal Coordenado (UTC). Então, ele utiliza a cidade de Londres como padrão, com exceção do período do horário de verão.
Padrões
O UTC segue a medida derivada do Tempo Atômico Internacional (TAI). A contagem é realizada a partir de 400 relógios atômicos extremamente precisos.
Por que não estamos todos no mesmo fuso?
Com a globalização no século XX, diversos estudos tentaram eliminar os fusos horários. Dessa maneira, o planeta inteiro passaria a seguir o Tempo Universal Coordenado.
Contudo, a sociedade em sua totalidade segue a rotina baseada no nascer e no pôr do sol. Então, adequar-se a um único horário geraria problemas em diversos setores.
Gostou de saber essas curiosidades sobre os fusos horários? Compartilhe com mais pessoas que vão gostar desse assunto!