cern?

Como funciona o

O maior laboratório de física de partículas do mundo, o CERN, tem um longo histórico de contribuição para a Ciência. Conheça mais sobre ele.
Fundação
Fundado em 1954, o Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (CERN) é um laboratório científico internacional. O foco dele são pesquisas em física de partículas de alta energia.
Propósitos
O CERN concentra-se em pesquisas de “caráter puramente científico”. Assim, os estudos desenvolvidos no laboratório buscam ampliar o conhecimento sobre o universo.
Estrutura
Com 8 aceleradores de partículas, o CERN está localizado em Genebra, na Suíça. Hoje, suas instalações cobrem uma área de 100 hectares no país-sede e mais 450 hectares na França.
Os aceleradores de partículas
Os aceleradores de partículas são grandes máquinas usadas para fragmentar a matéria até serem reduzidas a átomos. Assim, eles são ferramentas fundamentais dos estudos de Física.
Como funciona um acelerador de partículas?
Para quebrar a matéria, a máquina utiliza campos magnéticos para acelerar as partículas. Após colidirem e se “despedaçarem”, os físicos conseguem analisar o interior delas.
Grande Colisor de Hádrons
O Grande Colisor de Hádrons (LHC) é o maior acelerador de partículas do mundo. Situado abaixo da fronteira da França com a Suíça, ele tem uma circunferência de 27 km.
Energia aplicada
Com o intuito de obter dados para pesquisas, o LHC utiliza energia de 14 trilhões de Elétron-volt (TeV) para acelerar as partículas. Isso equivale a 99,999999% da velocidade da luz.
Detectores de partículas
Para auxiliar os cientistas, há 7 detectores de colisões de partículas na extensão do LHC. Dessa forma, foi possível comprovar a existência da partícula elementar bóson de Higgs.
A origem do big bang
Como uma partícula elementar, o bóson de Higgs estaria ligado ao big bang. No caso, ele seria a chave da origem da massa encontrada em diversas outras partículas elementares.
Importantes descobertas no CERN
Além da comprovação do bóson de Higgs, o CERN e o LHC colaboraram com outras descobertas. Entre elas, a classe de partículas subatômicas pentaquarks em 2015.
Petabytes de informações
Apenas entre 2015 e 2018, o LHC registrou 300 petabytes de dados de pesquisas. Segundo o CERN, são mais de mil anos em vídeos de experimentos realizados nos laboratórios.
Futuro do CERN
O CERN planeja a construção de um acelerador de partículas maior que o LHC. Com ele, o laboratório deseja expandir suas pesquisas e descobrir evidências da matéria escura.
Você conhecia essas informações sobre o CERN?
Compartilhe essas curiosidades com outros fãs de física.