a História da

Uma das empresas mais valiosas do mundo, a Amazon tem uma curiosa história de crescimento e inovação. Acompanhe os detalhes na linha do tempo.
1994 — A criação
A Amazon foi fundada em julho de 1994 por Jeff Bezos. Com investimento de US$ 10 mil do próprio bolso, ele iniciou as atividades na garagem de casa, em Bellevue, Washington.
Inspiração para o nome
O nome Amazon foi inspirado no Rio Amazonas: exótico, é um dos maiores do planeta. Bezos queria que a loja também fosse uma das maiores do mundo.
Livraria online
Bezos tinha o desejo de ter uma grande loja, mas não sabia o que vender, então considerou iniciar o negócio com livros, por serem fáceis de adquirir, empacotar e distribuir.
1997 — Entrada na Bolsa
Ao se tornar pública em 1997, a Amazon entrou para a Bolsa de Valores. Com ações de US$ 18, a empresa era avaliada em
US$ 300 milhões. Contudo, ela foi vista como um risco por analistas.
1998 — Primeira expansão
Expandindo o catálogo, a Amazon iniciou a venda de discos, DVDs e jogos eletrônicos em 1998. Nos anos seguintes, passou a oferecer roupas e utilidades domésticas.
1999 — Criação do marketplace
Em 1999, a Amazon permitiu que terceirizados vendessem produtos usados na plataforma. No mesmo ano da criação do marketplace, Bezos foi eleito Person of The Year pela Time.
2003 — Amazon Web Services
Em junho de 2003 foi criada a Amazon Web Services. Inicialmente um serviço de hospedagem para outras lojas online, hoje domina o setor de computação na nuvem.
2007 — Lançamento do Kindle
A Amazon lançou o dispositivo de leitura Kindle em novembro de 2007. Com conexão sem fio, ele permitia que os usuários lessem livros, revistas e jornais diretamente no aparelho.
2012 — Amazon no Brasil
A Amazon iniciou as operações no Brasil em 2012. Nos primeiros anos, a loja vendia somente livros, e-books e aparelhos Kindle. Mais tarde, expandiu para outros itens.
2014 — Amazon Fire e Echo
Em 2014, a Amazon revelou os primeiros dispositivos das linhas Fire e Echo. Contudo, o ano foi marcado pelo fracasso do Fire Phone, o que custou US$ 170 milhões para a marca.
2016 — Prime Air
A Amazon inovou ao criar o Prime Air em 2016. Os primeiros testes do serviço de entregas por drone aconteceram na cidade de Cambridge, na Inglaterra.
2018 — 1 trilhão de dólares
Em setembro de 2018, as ações da Amazon subiram, e a empresa passou a valer US$ 1 trilhão. Segundo os analistas, a marca de US$ 2 trilhões não parece estar tão distante.
Gostou de saber um pouco mais sobre a história da Amazon?

Então acompanhe as últimas notícias sobre a empresa no TecMundo.