12 créditos de abertura inesquecíveis do cinema

Depois de uma alucinante perseguição de carro, os créditos iniciais mostram outra sequência bem sincronizada:Baby desfila pelas ruas de Atlanta ao som de “Harlem Shuffle”, de Bob & Earl, sincronizando a música com seus desvios de obstáculos e pessoas, em uma espécie de balé perfeito.
 (2017)
1. Em Ritmo de Fuga
Steven Spielberg sabe entregar créditos iniciais incríveis em seus filmes, mas aqui ele atinge a perfeição. Com uma estética dos anos 1960 e desenhadas de maneira minimalista, as cenas encaixam na trilha sonora e preparam o espectador para a caçada que virá a seguir.
 (2002)
2. Prenda-me se for Capaz 
A estreia de Zack Snyder ainda é seu melhor momento no cinema. Ele reverte a estética zumbi logo nos primeiros minutos de filme e isso fica explícito nos créditos iniciais.As cenas frenéticas mostram como o mundo sucumbiu ao apocalipse zumbi. E tudo isso embalado por Johnny Cash cantando “The Man Comes Around”, que é uma ode ao fim dos tempos.
 (2004)
3. Madrugada dos Mortos
Os filmes de super-heróis têm créditos iniciais muito alucinantes, mas Deadpool é sempre o diferentão e subversivo. Ele traz apenas um frame de uma cena cheia de ação. Enquanto isso, a câmera lenta desliza por diferentes ângulos para mostrar tudo em cena. A trilha sonora falando de anjos da manhã injeta mais ironia aos créditos do herói mais desbocado que existe.
 (2016)
4. Deadpool
Os créditos iniciais de toda a saga James Bond são incríveis, por isso vamos destacar o primeiro, que ditou o ritmo do que seria visto nas décadas seguintes.A estética, a mira em Bond, o tiro inesperado, o sangue escorrendo e a trilha sonora agora fazem parte do imaginário popular.
 (1962)
5. 007 Contra o Satânico Dr. No
Os créditos iniciais desse western clássico têm uma das melhores composições de Ennio Morricone e o rosto dos três atores com cara de durões.As cenas ainda são recheadas de sangue e ação, com uma estética ao mesmo tempo simples e inesquecível. O diretor Sergio Leone criou uma obra perfeita do início ao fim.
 (1966)
6. Três Homens em Conflito
A trilha sonora é um dos destaques dos filmes dos Guardiões da Galáxia. Nessa sequência, vemos o bebê Groot dançando “Mr. Blue Sky”, da Electric Light Orchestra.Enquanto isso, os outros heróis enfrentam uma batalha épica ao fundo, tentando afastar Groot do olho do furacão.
 (2017)
7. Guardiões da Galáxia Vol. 2
O filme revolucionou o gênero do terror, mas seus créditos iniciais são extremamente simples. Ainda assim, trata-se de uma sequência inesquecível.A abóbora do Dia das Bruxas sendo filmada cada vez mais em close e com a trilha sonora icônica do filme dão o tom do que vem a seguir: muito suspense em uma data festiva.
 (1978)
8. Halloween 
Resumir todo o filme nos créditos iniciais é um recurso relativamente comum, mas poucas vezes tão bem usado quando nesse filme de Brian De Palma. O diretor entrega tudo, mesmo sem dizer muita coisa.Revelações cruciais da trama aparecem em flashes muito  rápidos ao som do tema de “Missão Impossível”, que já fazia sucesso na série de televisão. 
 (1966)
9. Missão Impossível
O besteirol estrelado por Leslie Nielsen mostra que será nonsense desde o começo. Os créditos iniciais acompanham uma perseguição policial pelas ruas da cidade.Porém, logo o carro de polícia está circulando pela calçada, adentrando casas, invadindo um vestiário feminino e até andando em uma montanha-russa. Sentido? Pra quê?
 (1988)
10. Corra Que a Polícia Vem Aí!
As imagens áreas de lugares bonitos e com letreiros em azul-claro são contrastadas com uma trilha tensa que abusa dos sons orquestrais sintetizados.Em instantes, a trilha fica mais sinistra, ainda que as imagens não transmitam terror. Isso anuncia o thriller psicológico que Stanley Kubrick abordará nessa obra-prima.
 (1980)
11. O Iluminado
Alfred Hitchcock é outro gênio do cinema que criou créditos iniciais inesquecíveis. O close no rosto de uma mulher logo dá espaço a uma variedade enorme de formas e cores.A intenção, desde o começo, é causar certa vertigem. Isso é reforçado pela trilha sonora de Bernard Herrmann, em sincronia com as figuras circulares que remetem novamente ao olho feminino.
 (1958)
12. Um Corpo Que Cai 
Faltou algum filme?
 Qual é seu crédito de abertura preferido? Comente!