(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Hoje, para utilizar um iPhone (ou qualquer outro aparelho) é necessário possuir contrato com alguma operadora de telefonia celular. Mas se Steve Jobs tivesse conseguido colocar em prática seus planos de criar uma rede própria, essa história seria bem diferente. Entre 2005 e 2007, Jobs estudou formas de utilizar redes Wi-Fi para criar uma operadora sintética, independente das redes de telefonia. As informações foram obtidas pelo PC World, que entrou em contato com John Stanton, um dos maiores nomes da indústria de redes sem fio.

Segundo a entrevista, o funcionamento desta rede seria algo parecido com o VoIP, mas totalmente móvel. Com isso, o ex-CEO da Apple acabaria gerando alguns prejuízos para as principais operadoras do mundo. Sem perspectiva de conseguir bons resultados, Jobs abandonou o projeto e lançou o iPhone em conjunto com as empresas de telefonia. Vale lembrar que recentemente, a Apple fechou um acordo de 15,5 bilhões de dólares com a Sprint.

Cupons de desconto TecMundo: