(Fonte da imagem: Shutterstock)

O futuro para o armazenamento de dados pode estar nas nuvens e no quanto mais pessoas e empresas passam a utilizar esse tipo de serviço, mas isso não significa que as mídias físicas vão desaparecer. Muito pelo contrário: a Sony e a Panasonic acabam de firmar uma parceria para desenvolver um novo padrão de disco óptico que seja capaz de gravar pelo menos 300 GB em uma única camada.

O objetivo principal das empresas japonesas é atender à demanda que existe por maiores espaços de armazenamento de dados na esfera profissional. Nos últimos anos, cresceu a necessidade de ampliar a capacidade de salvar arquivos extensos e em grande quantidade. Empresas de produção de vídeos em alta definição, na indústria de cinema e televisão, por exemplo, se beneficiariam com um novo padrão.

Assim, também, prestadoras de serviço de armazenamento de nuvem poderiam equipar seus datacenters com discos ópticos de maior capacidade, já que lidam com volumes cada vez maiores de dados e de transferências de arquivos.

Tanto a Sony quanto a Panasonic têm um histórico de sucesso no desenvolvimento de um padrão de disco, com o formato de Blu-Ray, e esperam, novamente em conjunto, entregar uma solução que preserve as informações futuras das próximas gerações.

Cupons de desconto TecMundo: