A divisão de smartphones da Sony não anda muito bem das pernas. Mesmo depois de focar sua estratégia no mercado de aparelhos premium e deixar de lado os modelos de entrada e intermediários, a companhia japonesa está com dificuldades para emplacar seus dispositivos nas gôndolas do mundo inteiro, e a previsão é de que ela venda apenas 3,5 milhões de celulares no primeiro trimestre de 2016 – um número historicamente baixo, por sinal.

Porém, conforme notou o site Xperia Blog, é curioso observar que a empresa registrou o maior preço médio de venda do ecossistema Android ao longo do último trimestre de 2015: foram US$ 422, o que posiciona a marca abaixo da Apple (US$ 691) e acima da HTC (US$ 237) e da Samsung (US$ 225). Com isso, o lucro por unidade vendida também cresceu, ficando em US$ 26 (a Apple tem US$ 184, enquanto a Samsung aparece com US$ 23).

Se compararmos as estratégias e os resultados da Sony e da LG, por exemplo, veremos que o preço médio por unidade da empresa sul-coreana vem caindo desde o quarto trimestre de 2014, embora ela tenha vendido quase o dobro de aparelhos em relação à companhia japonesa. Isso acontece porque a Sony praticamente só oferece celulares premium em seu portfólio, enquanto a LG preferiu manter uma linha de produtos mais abrangente, com vários modelos sendo oferecidos por um preço mais acessível.

Você acredita que a Sony ainda tem chances no mercado de smartphones? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: