Na última terça-feira, durante a apresentação do Pixel 3, a Google anunciou que sua Assistente está rodando, atualmente, em aproximadamente 10 mil modelos de dispositivos, de mil marcas diferentes. Isso é o equivalente a mais de 200 milhões de aparelhos, entre celulares, tablets, TVs, entre outros.

Se formos comparar com o início do ano, a Google multiplicou esses números por quase 10 vezes. E não poderia ser diferente, já que a concorrência também não ficou parada.

A Alexa, da Amazon, passou de 4 mil dispositivos compatíveis, em janeiro, para 20 mil hoje em dia. Do lado da Apple, a HomeKit é compatível com apenas 62 dispositivos. E é até natural, já que os sistemas da Maçã costumam interagir somente entre os produtos da própria empresa.

Diante dessa situação, podemos perceber que o mercado de assistentes inteligentes ainda tem muito a evoluir: temos a Google Assistente, que parece superar a Alexa em controle de ambientes; a Alexa, que possui o maior número de dispositivos compatíveis; e temos a HomeKit, limitada na compatibilidade, mas com a força da marca Apple. E, adicionando, ainda faltam empresas como Microsoft, Samsung, Sony e Facebook, só para citar algumas, que ainda podem vir a lançar algo realmente relevante.