A Google anunciou hoje a chegada da versão 61 Beta do Chrome. O navegador agora conta com uma série de recursos interessantes tanto para o Android quanto para outras plataformas desktop. Confira as novidades:

No Robô

Um novo recurso foi implementado no Chrome 61 Beta para Android, e, agora, sites e aplicações web podem invocar o mecanismo de compartilhamento nativo do sistema. Ou seja, os usuários poderão clicar em um botão de compartilhamento dentro dos sites e, com isso, abrir o menu que permite enviar o link ou conteúdo diretamente para aplicativos instalados no smartphone. Em versões anteriores do browser, é preciso clicar no menu de opções do Chrome e, em seguida, selecionar “Compartilhar”. Em essência, a novidade transformou dois cliques em um.

Os desenvolvedores que quiserem tonar seus sites e web apps compatíveis com essa novidade só precisam integrar a Web Share API em seus códigos. Outra melhoria legal é que, com a atualização, vídeos que usam os comandos nativos do Android para tocar na tela do Chrome serão colocados automaticamente em tela-cheia quando o usuário virar o dispositivo para a horizontal. Entretanto, há mecanismos para proteger a segurança das pessoas nessas situações.

No desktop

Outra API interessante é a WebUSB, que conseguirá conectar periféricos menos comuns a sites e aplicações web. Atualmente, apenas teclados, mouses, câmeras, microfones e alguns outros podem ser acessados através do navegador, mas a Google quer expandir essa lista. A ideia é incluir equipamentos mais técnicos usados no ramo da educação, ciência e mesmo na indústria/comércio.

A Google também implantou a Network Information API na versão mais recente do programa Beta. Esse recurso permitirá que sites obtenham informações sobre a conexão com a internet do PC ou Mac a fim de melhorar a experiência de uso. A RAM API, por outro lado, permite que o consumo de RAM seja monitorado pelo servidor enquanto o internauta navega em uma página. Com isso, a Google espera que os desenvolvedores tenham mais informações para conseguir melhorar o consumo de memória de seus sites.

Por fim, no desktop, o Chrome agora consegue se integrar automaticamente com aplicativos de pagamento, coisa que já funcionava no Android desde 2016. Com isso, quando uma pessoa estiver fechando uma compra online, o navegador poderá invocar um software de pagamento que ela tenha no computador para autorizar a transação e facilitar o processo de check-out.

Todas essas novidades para desktop são válidas para Windows, Mac e Linux e as APIs mencionadas estão disponíveis aqui. Se você quer testar o Chrome 61 Beta, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: