Não há dúvidas de que o Telegram é buscado por muitas pessoas por conta de facilidades que não são encontradas no WhatsApp. Entretanto, não são todos que recorrem a ele para fins mais modestos e justos como apenas bater papo sobre trabalho, escola ou coisas bobas, já que ele também se mostrou o favorito de pessoas ligadas a grupos terroristas. E é por conta destas que ele vai contar com uma equipe de moderação.

Segundo informações divulgadas, a equipe responsável pelo aplicativo vai criar um time de moderação na Indonésia para remover qualquer tipo de “conteúdo relacionado ao terrorismo”. Essa medida foi tomada depois que o Ministro de Comunicações e Informações Tecnológicas do país mencionou que bloquearia o acesso ao software no país caso algo não fosse feito para excluir esse tipo de material – algo que realmente aconteceu no sábado (16), quando foi solicitado aos provedores que banissem o acesso a ele.

Telegram é o app favorito de grupos que divulgam ideias terroristas

“Estamos formando um time dedicado de moderadores com conhecimento do idioma e cultura da Indonésia para conseguir dar conta das denúncias relacionadas a conteúdo associado a terrorismo de forma mais rápida e eficiente”, mencionou Pavel Durov, um dos fundadores do Telegram, em uma mensagem. Aliás, ele também ressaltou que alguns canais que disseminavam esse tipo de conteúdo e que foram denunciados pelo governo já foram bloqueados.

O Telegram tem sofrido críticas de diversas autoridades ao redor do globo

Vale mencionar que o Telegram tem sofrido críticas de diversas autoridades ao redor do globo por oferecer um lugar livre para que terroristas discutam suas ideias. Em sua defesa, o criador do aplicativo ressaltou que o app conta com um processo “forte de encriptação e privacidade”, mas que “não é amigo dos terroristas”, já que bloqueiam diversos canais relacionados ao ISIS mensalmente.

Aliás, no ano passado surgiu na rede a informação de que alguns grupos estavam usando o Telegram para espalhar um manual de ataque aos Jogos Olimpícos Rio 2016, algo que felizmente não aconteceu.