(Fonte da imagem: Reprodução/Wired)

Se você tem um iPhone e faz uso da assistente pessoal Siri, é bem provável que você já tenha se perguntando o que a Apple faz com todos os dados recolhidos pelo software. A companhia da Maçã nunca escondeu que as informações cedidas por você são guardadas, mas ela nunca explicou a maneira como esse armazenamento funciona.

Segundo o site Wired, uma porta-voz da Apple, chamada Trudy Mueller, explicou que as suas informações colhidas através da Siri são guardadas pela empresa por até dois anos. E o objetivo desse tipo de iniciativa é o de “turbinar” a eficiência do software, de modo que ele melhore as respostas dadas aos seus adeptos.

Segurança em primeiro lugar

De acordo com as declarações de Trudy, a Apple preza muito pela segurança dos dados dos seus clientes. Por conta disso, todas as informações da Siri são guardadas de forma anônima. Isso é possível pelo fato de que o ID e a senha das pessoas não são salvos, pois a empresa usa um código randômico que corresponde a cada usuário.

Esses dados são dissociados do código depois de seis meses de armazenamento. No entanto, a Apple continua com eles guardados por mais 18 meses, com o objetivo de usá-los em testes para melhorias de produtos. Além disso, Trudy afirma que as informações são apagadas assim que a pessoa para de utilizar a Siri.

Cupons de desconto TecMundo: