(Fonte da imagem: Divulgação/OnLive)

No último final de semana, o mundo dos games quase entrou em colapso com a notícia de que o serviço OnLive estava decretando falência e que poderia encerrar suas atividades. A falência realmente foi declarada, mas caso os outros rumores fossem confirmados, cerca de 200 funcionários perderiam seus empregos e uma grande gama de usuários deixaria de poder aproveitar um dos principais serviços de computação em nuvens da atualidade.

Hoje, algumas notícias mais concretas começaram a surgir na mídia internacional, as quais podem acalmar os ânimos dos consumidores – mas não dos investidores. O grupo (que não tinha sido revelado, até pouco tempo atrás) Lauder Partners anunciou que irá adquirir o OnLive para livrar o serviço da falência (que foi declarada na semana passada, junto com a demissão de metade do quadro de funcionários).

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Na “nova geração” do OnLive, o Lauder Partners deve manter as mesmas funções já consagradas do serviço. Na transação, foi definido que os executivos envolvidos terão redução nas compensações, enquanto os funcionários (os que ficaram) terão os salários mantidos. Até o momento, não há a confirmação, mas rumores apontam para a exclusão total e sem compensações do ex-CEO da empresa.

Investidores: os maiores prejudicados

Muitos investidores acabaram perdendo dinheiro na reestruturação financeira do OnLive, mas a HTC deve ser a maior prejudicada. Estima-se que a empresa tenha 40 milhões de dólares perdidos – fruto de um investimento realizado no ano passado, que não será devolvido aos cofres.

Fonte: Joystiq, The Verge e PC World

Cupons de desconto TecMundo: