(Fonte da imagem: iStock)

Um estudo feito por duas grandes empresas — a B2B International (especializada em análise de mercado) e a Kaspersky (que trabalha com segurança digital) — mostra que apenas 45% das vítimas de fraudes virtuais conseguem ser completamente ressarcidas pelas perdas financeiras. Quanto aos outros 55% dos entrevistados, 14% recebem parte das quantias e 41% não recebem nada.

Em relação a todos os entrevistados que foram lesados de alguma maneira, 33% alegam que o dinheiro foi perdido em pagamentos eletrônicos, 17% dizem que a fraude ocorreu na utilização do “internet banking” e 13% foram vítimas de lojas online que prometiam produtos que nunca foram entregues.

Em relação às responsabilidades do banco, os entrevistados também opinaram. Para 45% das pessoas, o banco deveria ser responsabilizado por qualquer quantia de dinheiro que seja perdida em transações virtuais, enquanto 42% dizem que os bancos deveriam fornecer ferramentas de segurança mais confiáveis do que as atualmente oferecidas. 

Cupons de desconto TecMundo: