Hack do Twitter: adolescente de 17 anos é preso por ataque à rede social

1 min de leitura
Imagem de: Hack do Twitter: adolescente de 17 anos é preso por ataque à rede social
Avatar do autor

Na manhã desta sexta-feira (31), um adolescente de 17 anos foi preso na Flórida (EUA) sob a acusação de ser o mentor da maior violação sofrida pelo Twitter. O caso teve repercussão mundial, pois grandes perfis foram atacados, incluindo os de Barack Obama, Elon Musk, Bill Gates, Apple, entre outros, no dia 15 de julho.

O Serviço Secreto dos EUA participou da ação, e o jovem será alvo de mais de 30 acusações criminais, incluindo roubo de identidade, fraude e hacking. Ainda não se sabe se é o único suspeito do golpe, que tinha relação com bitcoins, mas ele está sendo tratado judicialmente como um adulto.

"Esse não é um garoto comum de 17 anos", disse o procurador da Flórida, Andrew Warren, durante uma coletiva de imprensa. "Isso não é um jogo... São crimes graves com sérias consequências, e se você acha que pode roubar as pessoas online e se safar, você vai ter um despertador bruto, um despertar grosseiro que vem na forma de uma batida às 6 da manhã na sua porta por agentes federais", acrescentou.

O ataque ao Twitter foi o maior da história da plataforma, atingindo cerca de 130 contas verificadas e roubando mais de US$ 100 mil em bitcoins dos usuários desavisados.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Hack do Twitter: adolescente de 17 anos é preso por ataque à rede social