O ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, quer que os aplicativos de mensagens entreguem conversas de usuários para as autoridades assim que pedidos forem feitos. Isso significa que o WhatsApp e o Telegram, por exemplo, teriam que abandonar a criptografia de ponta-a-ponta que impede a visualização completa dos chats pelas empresas.

Ministro busca abrir mão da criptografia para acesso completo aos chats de usuários

Segundo o Der Spiegel, ministro alemão ainda deixou notou que as conversas deveriam ser entregues em texto simples para as autoridades. Horst Seehofer é o líder da União Social Cristã (CDU) e, de acordo com o jornal local, é conhecido por sua política “zero tolerância” para criminosos” e por ser a favor de a Alemanha colocar uma câmera de vigilância “em cada canto do país” para rastrear cidadãos.

O ministro disse o seguinte sobre o caso dos aplicativos: “Serviços mensageiros como o WhatsApp ou o Telegram devem ser obrigados a registrar as comunicações de seus clientes e enviá-las às autoridades — de forma legível, ou seja, não criptografadas. Provedores que não cumpram esta obrigação devem ser banidos por ordem da Agência Federal de Rede da Alemanha".

Como nota o Der Spiegel, o ministro Seehofer foi além e disse que a liberdade de uso da criptografia deve ser “conciliada com as necessidades inevitáveis das agências de segurança”.

Cupons de desconto TecMundo: