Não são apenas contas de ecommerces e cartões de créditos que acabam sendo vendidos na internet, como já noticiamos aqui. De acordo com o Bom Dia SP, criminosos estão vendendo Bilhetes Únicos fraudados com R$ 250 de crédito por R$ 100 tanto na internet quanto na porta de estações de metrô.

O Bilhete Único, em São Paulo, é o cartão que permite ao cidadão colocar um valor X como crédito e usufruir de toda a linha de transporte público da cidade.

Segundo um vendedor contatado, o aumento da passagem na cidade de SP para R$ 4,30 derrubou algumas vendas

A reportagem do Bom Dia SP não especificou em qual rede social os bilhetes são vendidos, notou apenas que “em uma comunidade virtual, que conta com mais de 100 mil inscritos, há desde anúncios de cartões com R$ 230 custando menos que a metade do valor até compradores em busca de bilhetes vazios”, escreve o G1. Neste caso, provavelmente, estamos falando sobre o Facebook — de grupos nesta rede social, o cibercrime trabalha com grupos no WhatsApp e Telegram.

Segundo um vendedor contatado, o aumento da passagem na cidade de SP para R$ 4,30 derrubou algumas vendas. O criminoso afirmou que “com essa virada aí para R$ 4,30, teve uma atualização no sistema, e todos os programa [de desbloqueio clandestino] que o pessoal tinha travaram todos os bilhetes. Aí você compra, usa três, quatro dias e seu bilhete vai bloquear”.

De acordo com o secretário de Mobilidade e Transportes da Prefeitura de São Paulo, Edson Caram, a prefeitura aposta em um novo programa que visa matar as fraudes de Bilhete Único. “Pretendemos em um ano, no máximo um ano e meio, estar com um sistema novo, e já com este sistema, independente do que estiver de cartão na rua, fraude zero. Ele vai mudar exatamente toda a sistemática do que tem hoje, então você vai ter uma forma muito mais difícil de fraudar um sistema que, praticamente, vai ser impenetrável”.

  • O que você acha? Existe sistema impenetrável? Deixe sua opinião nos comentários

Cupons de desconto TecMundo: