Uma mentira está sendo compartilhada nos aplicativos de mensagem como o WhatsApp: o eleitor poderia solicitar o voto em papel durante as eleições. Para explicar aos cidadãos que essa, mais uma vez, é uma mentira propagada no WhatsApp, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) preparou um vídeo com mais informações.

Mensagens deste tipo tentam desviar a sua atenção da lisura e da seriedade do processo eleitoral

“É falsa a informação de que é possível solicitar aos mesários o voto em papel. Quando uma urna eletrônica não funciona, ela é substituída por outra de contingência. Saiba mais no vídeo! Não caia em boatos e notícias falsas espalhados por aí”, diz o tweet do TSE.

O WhatsApp virou um maná para notícias falsas e cibercriminosos. O aplicativo simplesmente foi tomado de assalto por golpes de phishing e fake news. Por isso, para se proteger e entender que é sempre necessário checar a fonte, acompanhe a nossa página dedicada ao assunto.

Durante o primeiro turno das eleições 2018 (07 de outubro), foram utilizadas 450 mil urnas eletrônicas em todo o Brasil. Segundo o TSE, menos de 0,5% delas apresentaram problemas e precisaram ser substituídas.

Caso encontre algum problema, “o eleitor deve avisar ao mesário que vai submeter o caso ao juiz eleitoral, Ministério Público Eleitoral ou designado do momento ”, diz o TSE. “Mensagens deste tipo tentam desviar a sua atenção da lisura e da seriedade do processo eleitoral”.

Cupons de desconto TecMundo: