Facebook admite rastrear usuários usando telefones do login em dois fatores

1 min de leitura
Imagem de: Facebook admite rastrear usuários usando telefones do login em dois fatores
Avatar do autor

Facebook admitiu que utiliza os números de telefone da autenticação em dois fatores na rede social para mostrar anúncios direcionados a esses usuários. Essa tática da empresa foi descoberta durante uma investigação do Gizmodo em parceria com dois pesquisadores da área e confirmada em uma declaração enviada pela companhia ao TechCrunch.

“Nós usamos informações fornecidas pelas pessoas para oferecer uma experiência melhor e mais personalizada do Facebook, incluindo anúncios. Nós somos claros sobre como utilizamos as informações coletadas, incluindo informações de contatos que as pessoas enviam ou adicionam às contas. Você pode gerenciar e deletar as informações de contato que você enviou a qualquer momento”, diz a declaração do Facebook.

Rede social admitiu que utiliza a ferramenta de segurança para rastrear usuários.

Na autenticação em dois fatores, o usuário fornece seu número de celular para que o aparelho atue como uma camada de proteção extra. Quando ela está ativada, um invasor precisaria descobrir a senha e ter acesso ao dispositivo registrado para conseguir fazer login na sua conta. Especialistas em segurança costumam recomendar que a função seja usada em todos os serviços que a oferecem.

Questionado sobre o fato de utilizar uma função de segurança como forma de aumentar seu aparato de rastreamento dos usuários, um porta-voz do Facebook afirmou que as pessoas podem se proteger desse direcionamento de anúncios ao utilizar a autenticação em dois fatores através de um aplicativo como o Google Authenticator, uma opção que a empresa passou a fornecer apenas em maio deste ano.

Não é a primeira vez que essa ferramenta, que deveria dar mais segurança aos usuários, é criticada por fazer exatamente o oposto disso. No início do ano, pessoas que registraram seus números na autenticação começaram a receber mensagens de texto com notificações da rede social. Respostas à essas mensagens eram automaticamente publicadas no perfil do usuário. Na época, o Facebook disse que isso não passava de um bug que foi corrigido.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Facebook admite rastrear usuários usando telefones do login em dois fatores